‘Estadão’ faz acordo com Microsoft

Publicação: 2010-05-09 00:00:00
A+ A-
São Paulo (AE) - O Grupo Estado assinou um acordo com a Microsoft Brasil. A partir de julho, o Estado será responsável por um canal de notícias no MSN Brasil, portal da Microsoft. “Vamos aliar nossa grande audiência com o conteúdo de alta qualidade do Grupo Estado”, afirmou Osvaldo Oliveira, diretor geral de Consumo e Online da Microsoft Brasil. “Este acordo é muito importante para nós por vários motivos”, disse Silvio Genesini, diretor-presidente do Grupo Estado. “É uma extensão de nossas marcas para além das propriedades do grupo. Estaremos presentes no MSN, que tem a home page (primeira página) mais visitada do Brasil. E atingiremos um novo público, mais jovem, complementar à audiência do estadão.com.br.”

O diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, afirmou que o acordo amplia o alcance do jornalismo feito pelo grupo. “A área de conteúdo do grupo e a área de estratégias digitais estão alinhadas no conceito de ter nosso jornalismo e nossas marcas em múltiplas plataformas”, disse.

O estadão.com.br continua como um portal independente. “A parceria inicia um modelo de negócios inovador na internet brasileira”, disse Pedro Doria, editor-chefe de Conteúdos Digitais do Grupo Estado. Uma equipe do grupo vai selecionar e editar os conteúdos mais relevantes para os leitores do MSN, que serão publicados em canal específico sob sua responsabilidade editorial.

O acordo, assinado na sexta-feira na sede da Microsoft Brasil, criará um canal com o melhor do noticiário de política, economia, cidades e cultura, e do conteúdo especializado de marcas como Link (tecnologia) e Paladar (gastronomia).

“É um modelo muito complementar”, afirmou Barbosa, da Microsoft, sobre o acordo. “Não queremos ser uma empresa de conteúdo. Nós queremos levar o melhor conteúdo para nossos usuários.” Mesmo após o acordo com o Estado, o MSN Brasil manterá parcerias com outras empresas de notícias, em áreas como esportes e entretenimento. O diretor da Microsoft destacou as vantagens para o usuário do MSN, ao combinar serviços populares da Microsoft, como Messenger, HotMail e o próprio portal, com o conteúdo do Estado.

Silvio Genesini, por sua vez, afirmou que, ao mesmo tempo em que fecha um acordo com a Microsoft, a empresa investe para expandir o conteúdo em seu próprio portal. “Teremos o lançamento de um site novo de Política, de um site novo de Esportes e outro de Divirta-se”, explicou Genesini.