Estado tem mais casos confirmados de sarampo e 27 em investigação

Publicação: 2019-11-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O surto de sarampo no Rio Grande do Norte já soma seis casos confirmados. A informação consta na atualização do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) na manhã dessa quarta-feira (13). De acordo com o documento, dois homens apresentaram resultados positivos para o vírus: um de 30 anos morador de Natal, e outro com 29 anos de Parnamirim. Desde que a doença voltou a ser identificada no Brasil, já foram notificadas 85 suspeitas de casos no RN, sendo que 52 deles foram descartados e outros 27 permanecem sob investigação.

Das pessoas que tiveram a confirmação da doença, segundo a Sesap, todas estão em casa e fora do período de transmissão do vírus do sarampo
Estado já notificou 85 casos suspeitos, dos quais 52 foram descartados e outros 27 continuam em investigação

Ainda conforme o Boletim, os dois pacientes foram infectados por vírus 'importados' de São Paulo: o paciente de Natal contraiu sarampo após contato com o homem de 54 anos, identificado como o primeiro caso confirmado da doença no RN no mês de julho passado. Já o paciente de Parnamirim teve o caso notificado após voltar de viagem à capital paulista.

Os outros casos confirmados anteriormente são de uma mulher de 19 anos, moradora de Extremoz, que também teve contato com o senhor de 54 anos; uma criança de 6 anos de Macaíba; e uma criança de 1 ano e 6 meses que reside em Tibau do Sul – a Secretaria de Saúde do RN investiga a fonte de infecção das crianças.

Para a Sesap, a confirmação de dois novos casos de sarampo no Estado é um alerta importante para que a população continue procurando as Unidades Básicas de Saúde para receber a vacina da tríplice viral. A meta é que a cobertura vacinal alcance 95% do público-alvo (pessoas de 1 a 49 anos) até o final de 2019.

“O sarampo é uma doença altamente contagiosa e só pode ser prevenida com vacina, por isso estamos em campanha permanente. A vacina é gratuita, e quem ainda não foi vacinado pode procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima. Há estoque suficiente para atender a população, sobretudo pessoas de até 49 anos”, disse Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Coordenação de Promoção à Saúde da Sesap.

Ela explicou que “a vacinação não é indiscriminada” e que todas as pessoas devem levar o cartão de vacinação para ser atualizado. Conforme orientação do Ministério da Saúde, pessoas de até 29 anos precisam comprovar duas doses da vacina para serem consideradas imunizadas. O grupo entre 30 e 49 anos, por sua vez,    deve comprovar uma dose pelo menos. “Pessoas a partir dos 50 anos não precisam se preocupar, essa faixa etária está imunizada por vacinação prévias em campanhas anteriores”, lembrou Alessandra.

Vale destacar que as amostras de sangue analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do RN (Lacem) com resultados positivos e/ou inconclusivos são enviadas para uma segunda análise, para confirmação, em laboratório do Rio de Janeiro. Essa segunda análise pode levar até 30 dias para ser confirmada.

Novo ciclo de vacinação
Um novo ciclo de vacinação contra o sarampo promovido pelo Ministério da Saúde já está agendado: entre 18 e 30 de novembro, o foco da campanha de imunização irá priorizar pessoas entre 20 e 29 anos. Essa faixa etária engloba praticamente 50% dos casos de sarampo confirmados no RN.

Mulheres gestantes não podem ser vacinadas, e pessoas imunodreprimidas necessitam de serviço especializado também oferecido pela Secretaria de Saúde Pública do RN.

A Sesap também volta suas atenções para a cobertura vacinal de crianças na faixa etária de um ano: “Até outubro estávamos com 90% de cobertura contra sarampo nessa faixa etária, mas em novembro a fórmula de cálculo foi atualizada e esse número caiu para 73,43%”, observou Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap.

Para Alessandra, o importante é frisar que “a vacinação tem caráter permanente, e a campanha do Ministério da Saúde serve para estimular o chamamento da população e antecipar o alcance da meta estipulada. Vamos aproveitar mais esse momento para chamar toda a população, que ainda não recebeu a vacina, para comparecer aos postos de saúde”, reforçou.

A doença
Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por vírus, e sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Qualquer indivíduo que apresentar febre e manchas no corpo acompanhados de tosse, coriza ou conjuntivite deve procurar os serviços de saúde para investigação, principalmente aquelas pessoas que estiveram nos 30 dias anteriores em viagem a locais com circulação do vírus. Casos suspeitos devem ser informados imediatamente às Secretarias Municipais de Saúde.

A mais efetiva forma de prevenção é a vacinação. Para ser considerada vacinada, a pessoa precisa ter o registro em caderneta de vacinação conforme esquema vacinal.

Números
2 novos casos de sarampo no RN foram confirmados pela Sesap

6 casos da doença já foram confirmados no RN desde o mês de julho de 2019

27 casos com suspeitas de sarampo estão sendo investigados pela Secretaria de Saúde do RN  

85 notificações de casos suspeitos de sarampo foram registradas no RN

52 notificações foram descartadas





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários