Estadual Sub-19

Publicação: 2017-09-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Fase semifinal da competição começa nesta quarta-feira com dois jogos, às três da tarde. Na Arena das Dunas, tem Santa Cruz x América e no Frasqueirão, tem ABC x Globo. Os jogos da volta acontecem no dia 20, Globo x ABC, e no dia 21, América x Santa Cruz na Arena. O campeão e o vice garantem vagas na Copa São Paulo do ano que vem.

Bronca grande
O empate com o Santa Cruz foi péssimo para o ABC, que continua na lanterna da competição com 17 pontos e com dois jogos em sequencia fora de casa. Neste momento oito pontos separaram o ABC do primeiro fora da zona, o Goiás que tem 25.

Na Curuzu  
Sempre é complicado jogar dentro do alçapão do Paysandu, e é lá dentro que o time de Itamar Schulle vai ter que mais uma vez tentar retomar o caminho de vitória dentro da competição. Tem uma perda importante para este jogo que é o lateral Bocão, que suspenso não joga.

Desequilíbrio
O ABC em 23 jogos marcou 15 gols e sofreu 32, um desequilíbrio extremamente preocupante. A última vez que o time alvinegro marcou foi na 18ª rodada no empate em um gol com o Oeste. Encontrar o equilíbrio entre os setores é um dos desafios de Itamar Schulle, o que a bem da verdade, o time começou mostrar contra o Santa Cruz. Paysandu e Figueirense, mesmo fora de casa são jogos chave para o ABC.

Reforços
Volante Djavan, 21 anos e que estava no Botafogo da Paraíba, lateral-esquerdo Daniel e atacante Jean Carlos, os dois do Salgueiro chegam nesta quarta-feira e se apresentam ao treinador Itamar Schulle que indicou as três contratações. Djavan trabalhou nesta temporada com Schulle e é tido como uma revelações do futebol nordestino.

Dalberto voltou
Depois de abandonar o clube alegando atraso de salários e ter o contrato suspenso, o atacante Dalberto procurou a direção do ABC, conversou, se explicou, conversou com o treinador e está reintegrado ao elenco. Vai ter que correr atrás do tempo perdido para poder brigar pela posição.

Quem sobe?
Sampaio Corrêa, CSA, Fortaleza, Confiança, Volta Redonda, Tupi, Tombense e São Bento estão na briga pelas quatro vagas de acesso para a Série B. Dois jogos que decidem o futuro dos oito melhores times da Série C deste ano.

Tem que mudar 
Eu insisto que a CBF precisa alterar a forma de disputa da Série C. Não tem cabimento manter esta aberração chamada mata-mata. É preciso privilegiar a competência técnica e principalmente o senso de justiça dentro da competição. É preciso equiparar as três principais divisões do Brasileiro, pontos corridos puro de origem na C como é na B e na A.

Tem que mudar também 
Embora seja uma competição diferente, que começa com 68 participantes, a Série D também é marcada pela injustiça do mata-mata. É outra distorção que entendo deve ser atacada na busca de uma maior justiça na definição dos quatro que sobem.

Falando em Série D
As equipes que subiram para a C tem em comum a manutenção dos treinadores, todos com um período longo, considerando a rotatividade que existe no futebol brasileiro. Gerson Gusmão estava na comissão técnica do Operário de 2015 como auxiliar. Luisinho Lopes, um ano e nove meses no Globo. No São Berto, Paulo Roberto está trabalhando desde 2015, e no Atlético o Álvaro Miguéis também tem mais de um ano de trabalho. Tudo bem que são equipes que não tem pressão, que não existe cobranças fortes, mas a sequencia de um trabalho mostrou que é positiva.

Milton Otaviano dos Santos 
Justa sob todos os aspectos a homenagem que foi prestada ao potiguar Milton Otaviano dos Santos no encerramento do Curso RAP/FIFA para instrutores de arbitragem que aconteceu em São Paulo. Milton Otaviano foi um assistente da mais alta competência e fez justiça ao escudo FIFA que carregou durante muito tempo. Hoje está afastado da Comissão de Arbitragem do Ceará para tratamento de saúde, mas foi um árbitro assistente de altíssima competência.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários