Estiagem ameaça avanço na produção de cana

Publicação: 2015-02-15 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A bancada federal do Rio Grande do Norte discutiu na última terça-feira, em Brasília, o retorno do subsídio do milho para agricultores. A portaria que subsidiava o milho até dezembro de 2014, garantia o benefício para uma faixa mais abrangente de agricultores. Hoje, sem o subsídio, a saca de 60 quilos que era comercializada por R$ 23,00 custa R$ 38,40 pela Conab. A ministra da Agricultura, Kátia Abreu disse que a portaria será reeditada com regras mais rígidas, para beneficiar apenas os pequenos agricultores que mais precisam do subsídio. A ministra garantiu que 300 mil toneladas de milho serão destinadas ao Nordeste em 2015.

SAFRA
A produção de grãos no Brasil na safra 2014/2015 deverá ficar em torno de 200,08 milhões de toneladas. É o que revela o 5º levantamento divulgado ontem pela Conab. Segundo o estudo, a pesar da estiagem no País, o volume é 3,4% superior à safra passada, o que representa 6,53 milhões de toneladas a mais do que o registrado anteriormente. Na pecuária, em 12 meses a arroba do bezerro tem valorização de 37% enquanto para o boi gordo a valorização foi de 23%.

Sementes (I)
O Governo do Estado lança o Programa de Distribuição de Sementes 2015, para atender 137 municípios dos quais 31 cidades na região Oeste. Ao todo serão atendidos 35 mil agricultores cadastrados nos 1.156 bancos de sementes. Serão distribuídas para agricultores familiares 142 toneladas a mais do que o ano passado, serão entregues 463.258 kg de sementes. Cada agricultor recebe individualmente 5 kg de milho, 5kg de feijão e 3kg de sorgo Ponta Negra.

Sementes (II)
Os sócios da ANORC poderão adquirir sementes certificadas de milho e sorgo com 30% de desconto. A associação está disponibilizando para o seu quadro de associados a oportunidade de adquirir, com desconto, sementes certificadas de milho das variedades BR 5037, Cruzeta e Potiguar, e também de sorgo BRS Ponta Negra.

PREVISÃO
A meteorologia prevê, no período de carnaval, mais chuvas em todas as regiões do Estado, principalmente, nas madrugadas e à noite.

Confiança aumenta
O Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) apresentou aumento de 4,2 pontos no último trimestre de 2014, em comparação ao terceiro trimestre do mesmo ano. Na escala de 0 a 200, o IC Agro geral (que abrange os segmentos “antes”, “dentro” e “depois da porteira”) variou de 89,3 para 93,5 pontos. Apesar da reação, o índice permanece em um patamar pessimista. Se comparado ao mesmo período do ano anterior, a queda é ainda maior, de 10,9 pontos.

QUALIDADE
O Laboratório de Água, Solos e Planta da Emparn é aprovado, mais uma vez, no Programa Interlaboratorial de Análise de Tecido Vegetal (PIATV), no biênio 2014-2015, com a emissão do Certificado de Controle de Qualidade em janeiro passado. A consequência desse reconhecimento é o direito ao uso de “Selos de controle de qualidade”. O PIATV é coordenado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da USP.

 O Brasil expande mercados para exportação de carne e de lácteos. Paquistão, Rússia e Venezuela foram os mercados abertos ou ampliados em janeiro deste ano. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vem trabalhando para garantir o acesso de produtos do agronegócio brasileiro ao comércio externo. O Paquistão não importa carne de aves de outro país, apesar de ser a principal proteína animal consumida pela população de mais de 180 milhões de pessoas.

As exportações brasileiras de vinho cresceram 76,5% em valor em 2014. De janeiro a dezembro, vinícolas comercializaram mais de USD 9,5 milhões, sendo o Reino Unido o principal destino. Foram 2.652.688 litros de vinhos finos e espumantes (volume 74,8% superior ao mesmo período do ano anterior). Os principais destinos foram Reino Unido, Bélgica, Paraguai, Alemanha, Países Baixos (Holanda), Estados Unidos, Japão, Colômbia, China e Suíça.

Em janeiro último, os embarques de frango tiveram o pior resultado em 60 meses. Limitadas a 271.043 toneladas – 91% de produto in natura; 9% de industrializados e carne salgada – as exportações de carne de frango do primeiro mês de 2015 corresponderam ao pior resultado obtido pelo setor ao longo dos últimos 60 meses, ou seja, desde fevereiro de 2010. O recuo ficou próximo dos 10%. E, em relação ao mês anterior, dezembro de 2014, a diminuição superou os 20%, o que significou volume mais de um quinto menor.

CARBONO
Mais da metade do crédito disponibilizado para o plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) para a safra 2014/2015 é contratado. Os recursos disponibilizados para a safra 2014/2015, foram tomados entre julho de 2014 e janeiro de 2015. Nesse Plano Agrícola e Pecuário (PAP), que vigora até junho deste ano, foram oferecidos R$ 4,5 bilhões, dos quais aproximadamente R$ 2,3 bilhões já foram utilizados. No total, foram realizados 4825 contratos. A região Nordeste está em terceiro lugar na tomada de crédito, tendo utilizado R$ 260 milhões em 435 contratos.

PRAZO
O Conselho Federal de Medicina Veterinária ampliou o prazo para as Pessoas Jurídicas visando o cumprimento de exigências e requisitos constantes da Resolução 1069/2014. De acordo com a nova Orientação do CFMV, serão 180 dias a mais contados a partir do dia 15 de janeiro de 2015, quando a nova Resolução começou a vigorar. A autorização é para que nesse prazo a análise caso a caso seja feita sob o entendimento local, no CRMV-RN.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários