Internacional
EUA vão continuar a doar doses de vacinas contra a covid a outros países
Publicado: 16:35:00 - 03/08/2021 Atualizado: 16:35:49 - 03/08/2021
Os Estados Unidos vão continuar a doar doses de vacinas contra a covid-19 a outros países e se manter como um agente de combate à pandemia, segundo disse nesta terça-feira, 3, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, durante coletiva, ao dar uma prévia do discurso do presidente Joe Biden, previsto para começar às 16h45 (de Brasília) de hoje.

De acordo com a secretária, Biden destacará a marca de 110 milhões de doses distribuídas globalmente pelos EUA, e dirá que este "é apenas o começo". Psaki ainda afirmou que o total de imunizantes doados pelo país é maior do que China e Rússia, somadas, cederam a outras nações.

Delta
A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta terça-feira, 3, que a administração apoia decisões locais e de entidades privadas para incentivar a vacinação contra covid-19 no país. Na coletiva de imprensa diária, em resposta a uma pergunta sobre as restrições determinadas por Nova York para pessoas que não se imunizaram, Psaki indicou que o governo entende que cada comunidade terá de tomar suas posições para buscar incentivar a vacinação.

Segundo a porta-voz, o governo dos Estados Unidos ofereceu assistência federal a todos os Estados do país. Psaki lembrou que a variante Delta do coronavírus segue avançando, e destacou que 50% das novas hospitalizações vêm apenas de quatro Estados, número liderado pela Flórida.

Sobre a moratória que impede despejos no país, a "administração está observando o que é possível fazer", afirmou. Segundo a porta-voz, o foco é ajudar os estados com verbas e a determinação feita durante a pandemia nunca teve como objetivo ser permanente.



Leia também