Ex-presidente da Colômbia será julgado por fraude

Publicação: 2019-10-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Bogotá - A Corte Suprema da Colômbia decidiu dar prosseguimento às investigações de fraude e suborno contra o ex-presidente Álvaro Uribe, que governou o país entre 2002 e 2010. Uribe é suspeito de ter pressionado testemunhas que poderiam vinculá-lo a paramilitares das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC). O grupo armado de extrema direita fez parte do conflito armado na Colômbia, entre a década de 90 e os anos 2000, e está envolvido em narcotráfico e violação de direitos humanos.

Uribe depôs por sete horas na terça-feira diante de um juiz em Bogotá. "Defendi minha lealdade à verdade", disse o ex-senador nesta quarta-feira, 9, em um pequeno ato para seus partidários. O ex-presidente nega as acusações de vínculos com os paramilitares, que passaram a disputar com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e outros grupos menores o controle do narcotráfico no país após o esfacelamento dos cartéis de Medellín e de Cali.

Analistas consideram o caso um importante teste para o Judiciário colombiano, que há anos tem sido criticado por não punir políticos e militares acusados de corrupção. "É crucial que a Justiça trate esse caso com rigor e imparcialidade", disse Adam Isacson, especialista do Washington Office on Latin America (Wola).




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários