Ex-presidente enfrenta 8 ações penais

Publicação: 2019-04-24 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ao todo, Lula enfrenta oito ações penais – contando os dois casos em que já foi condenado e que aguardam recurso – e mais duas denúncias criminais. A denúncia mais recente foi apresentada em dezembro, e envolve acusação de que o ex-presidente recebeu 1 milhão de reais para intermediar negócios entre o governo da Guiné Equatorial e uma construtora brasileira.

Em março deste ano,  Lula foi indiciado pela PF por suspeita de tráfico de influência e lavagem de dinheiro no âmbito da investigação que apura repasses milionários da empreiteira Odebrecht para a empresa de um de seus filhos.

O petista está preso desde 7 de abril de 2018. Portanto, em cerca de cinco meses, a progressão de regime do ex-presidente poderá ser analisada. Um dos requisitos que deverá ser levado em consideração pela Justiça, durante esta análise, será o bom comportamento na cadeia. Entre setembro e outubro de 2019, Lula terá cumprido 1/6 desta nova pena - reduzida de 12 anos e um mês pelo STJ.

Repercussão
Após o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá, o vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira (23) a jornalistas que "decisão do Judiciário" não se comenta. "Foi reduzida para oito anos (a pena), acho que ele pode sair em um ano e cinco meses (com a progressão), lá por setembro. Decisão do Judiciário a gente não comenta, é igual arbitro de futebol", disse quando questionado sobre o julgamento.

Já o líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), disse "lamentar" se o ex-presidente Lula for colocado em liberdade após progressão de pena. Ele pontuou que a avaliação técnica cabe à Justiça e ainda lembrou que há outros processos dos quais o petista é alvo.

"O cidadão Olimpio lamenta. Eu acredito que o tempo de cumprimento de pena devesse ser maior, mas aí é uma avaliação da Justiça", disse o parlamentar. "Outros processos estão em andamento e as penas certamente virão", completou.








continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários