Expansão da atividade

Publicação: 2020-08-11 00:00:00
Luiz antônio felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

Os dados de julho apontam para uma retomada mais rápida da economia brasileira. O mercado de capitais registra melhora em julho e captações somam R$ 34 bilhões. O PIB de São Paulo em junho cresceu 6,8% em relação a maio e a balança comercial tem superávit de US$ 2,095 bilhões na 1ª semana de agosto.  A média diária exportada de carne bovina in natura registra alta de 43,50% na primeira semana de agosto.  Os Barômetros Econômicos Globais e Antecedente da Economia de agosto também seguem trajetória de retomada, pela terceira vez consecutiva. O Antecedente avança mais rápido, sinalizando otimismo com a evolução do PIB mundial nos próximos meses.

Juros
A inflação pelo IGP-M sobe 1,46% na 1ª prévia de agosto ante 1,18% na 1ª prévia de julho, diz a Fundação Getúlio Vargas. Quanto maior a inflação menor o espaço para o Copom baixar os juros. Mesmo assim, o Banco Central deixa escapar nas entrelinhas que pode cortar a taxa básica de juros abaixo de 2%, na próxima reunião do Copom.

Projeções
O mercado está fazendo uma projeção mais otimista para a recuperação do PIB ainda em 2020 (geração de riquezas).  A previsão de queda do PIB de 2020 é menor recuando de 5,66% para 5,62% no Focus do Banco Central.  E, mantém a expectativa para Selic a 2% este ano. A expectativa de câmbio para fim de 2020 permanece em R$ 5,20 no Focus do BC.

Previdência
O IBGE registra queda no número de contribuintes do INSS. No primeiro semestre de 2020, mais de 4 milhões de trabalhadores deixaram de contribuir para a Previdência Social. A queda foi registrada devido à pandemia do novo coronavírus, com impacto negativo nas contas públicas.

Cotações
O Ibovespa volta a fechar em alta (0,65%), a 103.444 pontos. O dólar sobe para R$ 5,464 (0,94%). Já o preço do barril de petróleo (spot) fechou a U$ 42,02, leve alta de 0,49%. Um dia tranqüilo de pouco movimento nos mercados mundiais, com as bolsas sem direção.

Carga sobre o consumo
Mais uma desconfiança da parte dos empresários; a simplificação do sistema tributário não deve reduzir a carga sobre os contribuintes quando consomem bens ou serviços. Para o secretário da Receita Federal, imposto único em estudo no Congresso terá que ter alíquota elevada para evitar perda de arrecadação. A criação de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) “moderno” sobre bens e serviços, substituindo todos os tributos atuais sobre consumo, não deverá ter uma alíquota pequena. A alíquota única vai tornar transparente a carga tributária que é cobrada hoje de bens e serviços. A alíquota de 12% foi fixada pelo governo para manter R$ 55 bilhões em isenções.

Tendências
A empresa de consultoria e auditoria Deloitte aponta as principais tendências de Capital Humano no Brasil em 2020. Ética e futuro do trabalho, fomento ao sentimento de pertencimento aos funcionários e forças multigeracionais são as principais tendências de Capital Humano no Brasil, aponta o estudo. Cerca de 95% das empresas brasileiras avaliaram que "Ética e futuro do trabalho" é a tendência mais importante.

Shopping (I) 
O Partage Norte Shopping Natal continua sua expansão e anuncia novas operações, além da data definida para a inauguração da 2ª etapa. Ganhará 30 novas lojas, entre elas, a Renner. Estará recebendosete novas operações: Vai lá e Arrasa, Tomatto, Capitania do Cheiro, Only Skate Shop, Pablo Tatoo, Livraria L Cultural e Calzoon.

Shopping (II) 
O Shopping Cidade Jardim também inaugura novas operações após a reabertura. A loja Artefatto e o Frans Café, nos próximos dias. Além dessas, estão chegando a Alecrim Presentes, a Solê, Mania de Perfeição, Ótica Lotus, e um quiosque do Mr Pretzel's, dinamizando o mall do empreendimento.

Construção 
A autoconstrução e mercado imobiliário mantém aquecida a venda de cimento no mercado interno em julho. As vendas do cimento, de 5,9 milhões de toneladas, cresceram 18,9 % em relação ao mesmo mês de 2019. No acumulado do ano (janeiro a julho), os números também foram positivos, chegando a 32,9 milhões de toneladas.

Virtual
A Fintech potiguar Imobanco apresenta o projeto de lojas virtuais gratuitas para CDL Natal e Fecomércio/RN. Oferece possibilidade para pequenos empresários ingressarem no e-commerce sem custos. O presidente do Imobanco, Fernando Colares, apresentou detalhes sobre a proposta de ampliar o acesso digital a diversos tipos de negócios.