Expedição ao Vale do Rhône VI

Publicação: 2017-04-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Finalizando esta expedição pelo Rhône, segue registro da minha última visita a cidade de Côte-Rôtie, no extremo norte da região, cujo vinho homônimo, um potente Syrah, permite uma pequena participação da casta branca local Viognier, cujo objetivo é agregar frescor e fruta ao vinho. Nesta pequena cidade em 20 de outubro, às 15 horas, visitei a Maison E. Guigal, (Etienne Guigal), internacionalmente conhecido como o Rei do Rhône.

Degustação de vinhos de alta gama da Maison Guigal
Degustação de vinhos de alta gama da Maison Guigal

Com uma visita previamente marcada pela assistente de degustação Stéphane Crozet, provei toda alta gama da Maison numa degustação aberta com vinhos do negociante Guigal e do produtor Guigal, que se diferenciam por um símbolo na garrafa. Especialista nos Côte-Rôtie, com doutorado em Hermitage, essa foi a vinícola mais robotizada que já conheci na vida. Obviamente que toda essa tecnologia aplica-se exclusivamente às linhas básicas e intermediárias da casa, com os vinhos de alta gama destinados a uma operação mais artesanal. Alguns dos vinhos que provei na ocasião foram: Saint-joseph Blanc, Hermitage Blanc e Condrieu (100% Viognier), todos do negociante E. Guigal. Condrieu do produtor E. Guigal, Saint-Joseph 2013 (100% Syrah, negociante), Saint-Joseph Vignes Del Hospice 2013 com 30 meses de barrica, Côte Rôtie 2013 com 30 meses de barrica, 96% de Syrah e 4% de Viognier (negociante), Côte Rôtie d’Ampuis 2012 (93% Syrah, 7% Viognier) do produtor E. Guigal com 36 meses de maturação em carvalho, Côte Rôtie La Turque 2011 (93% Syrah, 7% Viognier) com 42 meses de carvalho, e o grande Hermitage Ex Voto 2010, um puro Syrah com 42 meses de carvalho.

Seus vinhos de alta gama passam por longa maturação em barrica e resistem há décadas na garrafa. Destaque para os grandiosos: Côte-Rôtie d’Ampuis 2012 e Hermitage Ex Voto 2010. Dois vinhos nos quais a Syrah se expressa na sua total amplitude. O Côte-Rôtie mais fresco, com muita especiaria, fragrante no nariz e longo na boca. O Hermitage muito suculento, intenso, arrebatador. Um peso pesado na boca, produzido com vinhas cuja idade varia de 40 a 90 anos. Um vinho desafiador, impulsivo, enigmático. 


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários