Economia
Expofruit será aberta nesta quarta-feira em Mosssoró com expectativa de movimentar cerca de R$ 60 milhões
Publicado: 00:00:00 - 24/11/2021 Atualizado: 22:20:45 - 23/11/2021
Maior e principal evento de fruticultura do País, a Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada – Expofruit, deve reunir toda a cadeia produtiva do setor no Brasil, entre 24 e 26 novembro, na Estação das Artes, em Mossoró. A expectativa é de receber um público de cerca de 15 mil pessoas nos três dias de feira e de movimentar cerca de R$ 60 milhões em negócios, segundo informou o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex/RN), entidade organizadora da feira.

Robson Carvalho
Expofruit destaca insumos e novas tecnologias na fruticultura

Expofruit destaca insumos e novas tecnologias na fruticultura


Este ano, com o tema “Valorizando as Oportunidades da Fruticultura”, a Expofruit terá como destaque na programação as novidades do setor em relação a insumos e tecnologias, e a abertura do mercado chinês para a exportação do melão da região. A ideia é promover um momento de geração de negócios e troca de conhecimento em diversos temas relacionados à produção frutícola local e nacional. 

“Nossa expectativa é muito boa, pois com dois anos sem realizar a feira, esperamos receber um grande público. Teremos importadores visitando as fazendas da região, fornecedores nacionais e internacionais num ambiente amplo e cheio de novidades. Como estamos em plena safra, esse é o período atual para avaliar o atual cenário, fortalecer relacionamentos e prospectar negócios futuros”, explica Fábio Queiroga, presidente do Coex/RN.

O evento seguirá todos os protocolos de segurança exigidos pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte para evitar a disseminação do novo coronavírus e exigirá a apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19 para participação no evento. Todas as medidas apresentadas já estão aprovadas pela Secretaria Estadual de Saúde Pública e alinhadas com as exigências e determinações dos decretos estaduais, municipais e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

A programação científica ocorrerá dentro do Seminário Internacional da Expofruit 2021 e será realizada na Universidade Federal do Semiárido – Ufersa, começando nesta quarta-feira, a partir das 8h, no Auditório Amâncio Ramalho, com o Seminário da Cajucultura que apresentará os potenciais e desafios para o cultivo do caju.

Na quinta-feira, ocorre o Fórum da Fruticultura. A primeira palestra será sobre o Estudo da Fruticultura: Melão, Melancia, Manga e Mamão da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e a segunda terá a participação online da Consulesa Geral da China, Yan Yuqing, que falará das Estratéias Comerciais para a Fruticultura - Brasil x China. 

Ambos temas serão seguidos por mesas redondas com a participação da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Coex, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a SAPE e o Sebrae/RN e representantes de diversos municípios potiguares.
No último dia da Expofruit será realizado o Seminário: Frutas para o Nordeste e o Fórum de Cooperativismo. O primeiro mostrará as pesquisas em torno dos cultivos da Pitaya, Morango, Maracujá e Uva na Universidade Federal do Semiárido (UFERSA) e será finalizado com uma visita à Fazenda Experimental da UFERSA. Já o segundo reunirá os produtores  de agricultura familiar e debaterá a Importância dos Mercados Institucionais para a Agricultura Familiar.

Por meio de uma parceria com uma instituição espanhola, a Extenda - Agencia Andaluza de Promoción Exterior, serão promovidas apresentações virtuais com diversos especialistas de empresas globais ligadas à fruticultura com temas como: Transformação Digital na Produção Alimentar, Chaves para escolher um sistema de filtração, Fertirrigação no cultivo de frutas tropicais, entre outros. O momento possibilitará que os interessados acompanhem a programação mesmo não estando presencialmente no evento.

“Essa edição da feira vem sendo muito aguardada, por ser a retomada da Expofruit presencial com toda a sua grandeza. Teremos vários eventos dentro de uma grande estrutura. Vamos falar das inovações e de novos comércios ligados a toda a cadeia produtiva da fruticultura”, afirma Franco Marinho, Gestor de Fruticultura do Sebrae/RN.

Feira na Estação das Artes expõe produtos e serviços
A exposição de produtos e serviços ligados à cadeia produtiva da fruticultura acontece durante o período do evento, das 18h às 23h, na Estação das Artes, aberta ao público, e tem área total de 15 mil m2 e 360 estandes. “Temos muitas novidades a apresentar no setor de fruticultura como a abertura de novos mercados, e o aumento da produção. Tivemos um incremento na procura de estandes em cerca de 30% e, por isso, ampliamos a área da feira e haverá a presença de diversas empresas nacionais e internacionais de toda a cadeia produtiva do setor como”, afirma João Manoel, diretor comercial da Expofruit.

Os estandes vão ter espaço para manter o distanciamento necessário e para atender os requisitos necessários para a segurança dos presentes, estando em consonância com a legislação estadual e municipal. “Vamos limitar e controlar o acesso do público para evitar a aglomeração e garantir todas as medidas de higienização com a presença de totens de álcool em gel na área da feira”, explica João Manoel.

O formato das esperadas rodadas de negócios, organizadas pelo Sebrae/RN e que ocorrerá na quinta-feira (25) à tarde, no auditório da entidade, foi modificado esse ano e será feito como uma aproximação comercial entre pequenos produtores e compradores (atacadistas e varejistas). Haverá também uma apresentação das empresas âncoras: Supermercado Queiroz, Sterbom e de um representante comercial dos Emirados Árabes e Canadá.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte