Fábio Faria confirma diálogo para filiação ao PP

Publicação: 2018-03-07 11:20:00 | Comentários: 0
A+ A-
O deputado federal Fábio Faria (PSD) confirmou que mantém conversas com dirigentes do PP sobre possível adesão ao partido, que tem como presidente, no Rio Grande do Norte, o ex-deputado federal Betinho Rosado, cunhado da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini. Ela é filiada à legenda. O deputado federal Beto Rosado, filho de Betinho, também integra o Partido Progressista.

Fábio Faria afirma que houve erros na concessão de benefícios sem definição da origem dos recursos
Fábio Faria afirma que houve erros na concessão de benefícios sem definição da origem dos recursos

Atualmente, Fábio Faria é filiado ao PSD, partido presidido no Rio Grande do Norte pelo governador Robinson Faria, pai do deputado. “É fato que eu tenho uma boa relação com o presidente nacional do PP e com vários deputados, inclusive com Beto Rosado, a quem admiro e tenho amizade”, disse Fábio Faria, nas redes sociais.

A declaração, segundo o próprio deputado do PSD, foi a respeito de uma ida para o Partido Progressista. Fábio Faria negou que tenha tentado tomar a legenda de Betinho Rosado e da prefeita Rosalba Ciarlini.

“Preciso deixar claro que a notícia maldosa de que eu estaria tomando o PP de cima pra baixo, de forma coronelista - algo que eu sempre abominei - é mentira”, disse o deputado. Mas a adesão de Fábio Faria ao Partido Progressista podem criar uma situação política que impediria Betinho Rosado e Rosalba de continuarem do PP. O governador Robinson Faria, pai de Fábio Faria, foi eleito com um enfático discurso de oposição a Rosalba e até hoje ainda mantém a avaliação de que as dificuldades do atual Governo foram em decorrência da situação na qual recebeu o Estado.

Fábio Faria minimizou as divergências com os atuais dirigentes estaduais do PP. “Tive ontem uma conversa com o deputado Beto e o ex-deputado Betinho Rosado para esclarecer todos os fatos, de forma muito transparente”, disse.

Ele lembrou também que Rosalba Ciarlini não foi candidata à reeleição porque não obteve a legenda ao qual era filiada na época, o DEM, para concorrer. Segundo Fábio Faria, foi o presidente do DEM, senador José Agripino que negou a legenda. “A então governadora Rosalba não obteve legenda para ser candidata pelo presidente do seu partido”, comentou. Fábio Faria afirmou que Rosalba poderia ter vencido o pleito que elegeu Robinson Faria. “[Rosalba] teria muita chance de ter ido para o segundo turno e vencido as eleições. Práticas como essa ferem a democracia”, criticou.

O deputado ainda confirmou conversas com o presidente nacional do PP, deputado Ciro Nogueira. “Conversei hoje também com o presidente do PP, Ciro Nogueira, e relatei sobre essa conversa, que sempre foram boas e francas. Outro fato muito importante nesse caso é minha amizade pessoal com [Gilberto] Kassab, presidente nacional do PSD. Eu nunca sairia do meu partido pela porta dos fundos”, garantiu.

Apesar de confirmar o diálogo com o PP, Fábio Faria disse que a adesão ao partido não se trata de uma decisão tomada. “As conversas estão acontecendo e evoluindo. Mas até o dia 7 abril... Falta um ano”, destacou. Ele ainda afirmou que “muitas das notícias dadas como certas pela imprensa são algumas vezes especulativas, principalmente por estarmos em período de janela partidária”.

A chamada "janela partidária" foi instituída em 2016 por meio de uma emenda constitucional que, na prática, estabelece um período específico de 30 dias, que começou no dia 7 deste mês, no qual parlamentares podem mudar de partido sem que corram o risco de perder os mandatos. Fábio Faria tem, assim, até o dia 7 de abril, quando acaba o prazo deste ano para troca de filiação sem punição, para oficializar uma decisão.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários