Fábio Faria e Patrícia Abravanel querem anular parte da delação da J&F

Publicação: 2017-08-11 14:49:00 | Comentários: 0
A+ A-
O deputado Fábio Faria (PSD-RN) e a mulher dele, Patrícia Abravanel, irão tentar anular parte da delação da J&F. Eles contestam o trecho em que o executivo Ricardo Saud disse que eles combinaram o pagamento de propinas em um jantar na casa de Joesley Batista.

A defesa quer usar um áudio de Ticiana Villas Boas, mulher de Joesley, em que ela afirma que não houve qualquer atitude ilícita durante o jantar em sua casa. No áudio, exibido na edição desta sexta-feira (11) do Jornal Hoje, Ticiana afirma que seria testemunha de defesa de Abravanel.

"Oi, Pati, sou eu, Tici. Estou ligando para você e mandando essa mensagem para te falar do meu apoio. Então, o que eu quero falar é que eu acho um absurdo isso tudo... que está acontecendo. Aquele jantar, imagina só, não tem nada a ver... do que falaram, foi um jantar normal, eu não vi nada de dinheiro, de nada que beirasse ser ilícito. Se você for chamada para depor ou tiver qualquer tipo de implicação para você, eu sou sua testemunha de defesa e vou deixar claramente que é um absurdo", afirmou Ticiana.

Na versão de Ricardo Saud, no jantar estavam, além de Fábio e Patrícia, o governador Robinson Faria (PSD-RN) e sua mulher Julianne Faria. O executivo afirma que, em troca da propina, estaria sendo negociado a privatização do serviço de água e esgoto do Rio Grande do Norte, que passaria a ser controlado pela J&F. Segundo ele, o valor chegou a ser pago, mas a empresa desistiu de tocar o negócio.

Em nota, Ticiana Villas Boas confirmou a veracidade da mensagem de àudio à Patrícia Abravanel. Segundo ela, nenhuma das duas presenciaram conversas de conteúdo ilícito durante o jantar. A defesa de Fábio e Patrícia afirmou que a gravação invalida o depoimento de Saud, chamando o áudio que "prova cabal" do processo.

Já a defesa da J&F afirma que todos os fatos narrados nas delações são comprovados com informações e provas. "Sobre a questão trazida pela reportagem é importante esclarecer que o fato ocorreu na data e evento conforme relatados, em conversa reservada, sem a participação nem conhecimento das esposas", diz a nota da empresa.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários