RN vai pagar R$ 180 milhões do 13º salário no dia 10 de outubro

Publicação: 2020-10-01 00:00:00
A primeira parcela do 13º salário dos servidores ativos e inativos do Governo do Estado será paga neste mês. A governadora Fátima Bezerra confirmou, em pronunciamentovia redes sociais nesta quarta-feira (30) que os valores correspondentes aos 40% iniciais do benefício serão depositados no próximo dia 10. Os 60% restantes serão pagos até o mês de dezembro.

Créditos: SANDRO MENEZESFátima Bezerra disse que pagamento das folhas atrasadas deve ocorrer no início do próximo anoFátima Bezerra disse que pagamento das folhas atrasadas deve ocorrer no início do próximo ano

“Desde que assumi, disse que uma das prioridades era garantir aos servidores públicos o respeito em relação ao calendário de pagamento", disse Fátima Bezerra. Em seu pronunciamento, a governadora ainda afirmou que determinou que a equipe econômica apresente uma proposta de pagamento das duas folhas salariais que ainda estão em atraso e que espera que elas comecem a ser pagas no início de 2021.
 
Esse é a primeira vez, após quatro anos, que o Governo do Estado retoma o adiantamento do 13º salário para os servidores públicos. Serão beneficiados cerca de 104 mil servidores – ativos, inativos e pensionistas. O pagamento de 40% do décimo terceiro salário representa, aproximadamente, R$ 180 milhões. O dinheiro será depositado em parcela única no fim de semana do feriado do Dia da Criança. 

“Eu disse que não sossegaria um minuto, enquanto não normalizasse a situação da folha do funcionalismo. Mais um passo está sendo dado hoje. Esse é o tipo de notícia que dou com misto de muito orgulho e alegria. Isso traduz o respeito e o compromisso do nosso Governo junto aos servidores, mesmo em meio a tantas dificuldades”, afirmou a governadora.

Atrasados
A governadora ainda destacou que requisitou à equipe econômica do Estado uma programação para o pagamento das duas folhas salariais remanescentes de 2018 – 13º e mês de dezembro. “Determinei prioridade para trazerem uma proposta de pagamento das duas folhas atrasadas. A ideia é começar o pagamento no início do próximo ano”, enfatizou.

A atual gestão recebeu, em janeiro de 2019, quatro folhas salariais e quitou duas delas: novembro de 2018 e o 13º de 2017. De acordo com dados da Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan), a soma das duas folhas em atraso – dezembro e o décimo terceiro de 2018 – é de aproximadamente R$ 750 milhões.









Leia também: