Facebook cogitou vender informações

Publicação: 2018-12-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Parlamento do Reino Unido tornou públicas cerca de 250 páginas de e-mails internos do Facebook que legisladores dizem mostrar como executivos da empresa de mídia social, incluindo o executivo-chefe Mark Zuckerberg, deram a alguns desenvolvedores acesso especial a dados de usuários e contemplavam a possibilidade de cobrar dos desenvolvedores pelo acesso a essas informações. Os documentos foram divulgados nesta quarta-feira, 5, como parte de procedimentos parlamentares no Reino Unido ao passo que legisladores examinam o uso de dados pelo Facebook.
Anteriormente, o Wall Street Journal já havia relatado que a companhia considerava cobrar companhias por acesso continuado a dados de usuários vários anos atrás. O Facebook nega a acusação.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários