Fantozzi aposta nos ajustes da moto

Publicação: 2011-08-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Falta menos de uma semana para a largada do Rally dos Sertões. A partir de agora, pilotos e navegadores entram em fase de concentração. A maioria dos veículos de competição já está a caminho de Goiânia junto com as equipes de apoio. Tiago Fantozzi, piloto oficial da Equipe ALE (@equipeale), está confiante na preparação da moto, uma KTM EXC 450 cilindradas. A ordem agora é relaxar e focar em fazer uma boa prova. O rally dos Sertões larga no dia 10 em Goiânia (GO), e só termina no dia 20 em Fortaleza (CE).
Além dos acertos na moto, Thiago Fantozzi tem treinado muito
A ansiedade entre os competidores é algo que não pode se evitar. Para balancear essa vontade incontrolável de largar, Fantozzi aposta em todo o trabalho que foi feito nos últimos meses, principalmente a preparação do equipamento, feito com um dos melhores mecânicos do RN, Amauri Fernandes, da Motor Pita: “Isso me deixa muito confiante. Sei que minha moto estava em boas mãos”, explica.

Outro ponto forte para Fantozzi é a suspensão, muito exigida em percursos duros e extensos como é o caso das etapas dos Sertões. A KTM de Fantozzi está equipada com um kit especial da Race Tech.

E para as equipes de apoio, a vigem já começou. O motor home da Equipe ALE preparado pela Fantozzi Racing seguiu para Goiânia junto com dois outros veículos de apoio rápido. Fantozzi viaja somente no próximo sábado.

Pilotos

Nada de treinos pesados. Nos próximos dias Tiago Fantozzi estará ‘de férias’ das atividades físicas, assim como os outros três pilotos da equipe:o geólogo e piloto amador de moto Fábio Roque (RN); e os pilotos de quadriciclo Demontier Moura (CE) e Marcelo Medeiros (MA). O objetivo, além de eliminar qualquer sintoma de desgaste e estresse pela pesada rotina de treinos dos últimos meses, é de evitar possíveis lesões que possam atrapalhar o piloto durante os Sertões.

Agora em 2011, equipe Fantozzi Racing conta com patrocínio da ALE Combustíveis, Rede Elemídia, Banco Paulista, Mormaii, Locaweb e Taguatur, além do apoio da Oakley, Alpinestars, Propoço, Madeiras Moura, Pirelli, Ratts Ratis, Circuit e Race Tech.

Sertões

A história do Rally dos Sertões começou com a realização do Rally São Francisco em 1991, entre Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, e Maceió, nas praias do nordeste do país. O evento foi organizado pelo arquiteto Chico Morais. Era a primeira competição do estilo rali aberta exclusivamente para motos.

Em 1992 não aconteceu a outra edição e em 1993 foi organizada a primeira edição do Rally dos Sertões, com largada em Campos do Jordão, região montanhosa do interior do estado de São Paulo, e chegada em Natal, nas praias do estado do Rio Grande do Norte. Os 34 pilotos inscritos na única categoria da época (motos) percorreram 3.500 quilômetros. A cidade de Natal continuou sendo o destino final da segunda edição da prova, em 1994. O percurso total foi de 4.500 quilômetros e contou com 44 inscritos de todo país e do exterior, iniciando a fase internacional do evento.

Os resultados positivos dos dois primeiros anos deram ao 3º Rally Internacional dos Sertões, em 1995, a condição de grande evento. A confirmação disso veio através da participação de estrelas do motociclismo mundial, como Edi Orioli, da Itália, vencedor do Dakar em 1996, e os espanhóis Fernando Gil e Jordi Arcarons. A terceira edição marcou ainda a estréia dos carros 4X4, ampliando ainda mais o leque de possibilidades da prova.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários