Favorito

Publicação: 2020-08-18 00:00:00
Itamar Ciríaco - itamar@tribunadonorte.com.br

Sempre digo que o favoritismo é algo que “morre” à beira do gramado. Antes de a bola rolar existe sempre alguém que tem a vantagem sobre o adversário. Seja pelo tempo de treino, pela diferença técnica, pelo momento de empolgação, pela capacidade tática do time, etc, etc, etc. No entanto, o favorito precisa saber se aproveitar dessa vantagem para concretizar o que está previsto. Hoje, o América é muito favorito contra o Palmeira. As previsões giram em torno de uma possível nova goleada do Alvirrubro, assim como a que o time aprontou para cima do Potiguar/M. No entanto, é preciso seriedade para encarar qualquer adversário, até porque as cobranças, se algo não sair como planejado, são sempre muito fortes.

Favorito 1
Um dos motivos para o América ser favorito, sem dúvida, é a questão física. Temos visto, por toda a parte, e no Rio Grande do Norte não seria diferente. As equipes que conseguiram voltar antes e se prepararam melhor estão dando um “banho” nas rivais, principalmente no segundo tempo dos jogos. Enquanto têm fôlego os times até oferecem alguma resistência, mas depois que o “gás” vai embora aí é só “ladeira abaixo”.

Apostas 
Não tenho nada contra as apostas no futebol, mas não dá para credenciar profissionais da área como se da imprensa fossem. Os critérios de credenciamento precisam ser melhor observados, principalmente em um momento no qual tantos têm visto seu trabalho prejudicado pela falta de lugar nos estádios devido à pandemia. Bom senso gente.

Messi
Logo após o jogo incrível no qual o Bayern sapecou 8 a 2 no Barcelona, surgiram as notícias da saída do craque argentino, Messi da equipe espanhola. Olha, ele até pode querer, mas vai ser difícil alguém ter cacife para pagar o valor do camisa 10. Claro que o time catalão não vai cobrar pouco por um negócio que será mega lucrativo para quem comprar. Além de um craque, o baixinho é uma máquina de fazer dinheiro com o marketing.

Messi 1
Três dias após levar uma histórica goleada do Bayern de Munique, o Barcelona oficializou a demissão do técnico Quique Setién. A saída do treinador já havia sido antecipada pelo presidente Josep Maria Bartomeu no domingo, mas a confirmação oficial aconteceu apenas nesta segunda-feira. O holandês Ronald Koeman é o mais cotado para assumir o cargo no Barça. Setién deixa o time catalão com um retrospecto de 16 vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Testados
Com apoio da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), o elenco do Palmeira realizou na tarde desta segunda-feira (17) novos testes para a Covid-19.  O Verdão do Agreste terá um compromisso importante contra o América-RN amanhã (18), às 20h15, na Arena das Dunas, em duelo pela Copa RN, equivalente ao segundo turno do Campeonato Potiguar.

Ciclismo 
Dia 19 de agosto é celebrado o Dia Nacional do Ciclista. A data, que homenageia o biólogo Pedro Davison, que morreu atropelado em 2006, em Brasília, enquanto pedalava, também tem como objetivo promover a educação e paz no trânsito, e incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no Brasil. Para o personal trainer Bruno Sapo, o ciclismo é um esporte completo para a saúde física e também mental.

Paradesporto
Está no ar desde  segunda-feira, 17, a segunda aula do segundo módulo do projeto Movimente-se, plataforma on-line do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e patrocinada pela Loterias Caixa que oferece gratuitamente atividade física a pessoas com deficiência. Nesta nova fase, o programa tem como propósito o fortalecimento muscular de cadeirantes, paralisados cerebrais, amputados e deficientes visuais que nunca praticaram atividade física ou que não possuem orientação profissional. O programa foi lançado em 1º de junho e já impactou mais de 200 mil pessoas pelo país. As aulas são divididas por tipo de deficiência e é recomendado executá-las três vezes por semana.

Covid-19 
Os médicos brasileiros estão preocupados com um fator que, antes, não parecia estar no radar dos dirigentes. Todos estavam preocupados com a possível contaminação dos atletas, no entanto, esqueceram que eles, os jogadores e as comissões técnicas, podem ser justamente vetores de contágio do covid-19 em várias partes do Brasil. Um exemplo disso foi o time do Imperatriz, que passou 16 horas em um ônibus viajando e parando em várias cidades até o duelo pela Série C, do Brasileirão, no interior da Paraíba. Como mais de 10 jogadores estavam infectados com o coronavírus não houve jogo. Mas e as pessoas que eles encontraram pelo caminho? Os locais onde almoçaram, jantaram, foram ao banheiro, etc. Esse é um risco que precisa ser observado. Os resultados dos testes precisam estar prontos antes das equipes embarcarem para seus destinos. Do contrário, o futebol servirá como disseminador do vírus pelo País.

Basquete 
O presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Guy Peixoto Junior, criticou o acordo costurado pelo Comitê Brasileiro de Clubes com a Liga Nacional de Basquete, revelado com exclusividade pelo Estadão, para ser o responsável pela logística da próxima edição do Novo Basquete Brasil (NBB) e da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). A decisão, segundo Guy, diminuiu drasticamente o investimento nos torneios de base organizado pela CBB em parceira com o CBC. O calendário de 2021 prevê disputas nas categorias sub-14, sub-16 e sub-19, no masculino e feminino, além do 3x3, somando ao todo 10 torneios. A redução, segundo nota da CBB, será de mais de 60% no número de competições.