Fecomércio RN tem plano para reabertura do Turismo

Publicação: 2020-05-31 00:00:00
A+ A-
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN) elaborou o 'Plano Básico de Segurança Sanitária para Retomada do Turismo do Rio Grande do Norte'. O documento contempla um conjunto de medidas de segurança  para o desempenho das atividades relacionadas ao Turismo autorizadas a funcionar durante o período da pandemia, buscando evitar a propagação da doença.
Créditos: Adriano AbreuHotéis estão fechados desde o fim de março por causa da CovidHotéis estão fechados desde o fim de março por causa da Covid

“Faz-se necessário oferecer diretrizes de enfrentamento à Covid-19 para a retomada da atividade turística no Rio Grande do Norte através do emprego de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença. Com o avanço da crise sanitária, pela pandemia, o turismo foi o primeiro setor diretamente impactado. A partir do final de março de 2020, a maioria dos estabelecimentos de turismo e gastronomia foram fechados por decreto ou por falta de clientes”, detalha o documento.

A Fecomércio RN aponta, no Plano, que a “Secretaria de Turismo do Estado do Rio Grande do Norte, juntamente com representantes do setor de turismo do Rio Grande do Norte, se uniu no intuito de organizar um documento que sirva de base para reorganização e funcionamento do setor. Serão descritas neste documento inicial, diretrizes de enfrentamento da Covid-19 direcionados à atividade turística no RN, estabelecendo regras de biossegurança a serem observadas como medidas de contenção da propagação da doença”.

O 'Plano Básico de Segurança Sanitária para Retomada do Turismo do Rio Grande do Norte' define o fluxo processual a ser seguido frente a um turista ou visitante com suspeita de infecção bem como os protocolos a serem adotados pelos prestadores de serviço turístico, tanto em âmbito geral, como subdividido por segmentos do setor. Por fim, o destaque a ser dado dentro dos protocolos na comunicação, para facilitar o entendimento das novas formas especificas de comunicação, essenciais no momento de retomada.

Entre os protocolos, estão: a definição do fluxo geral de atendimento a casos de turistas com suspeita de Covid-19 ou que informem estarem com sintomas a ser seguido pelas empresas de Turismo; definição de critérios mínimos gerais de higiene pessoal, segurança sanitária, distanciamento social e sanitização de ambientes a serem seguidas pelos segmentos relacionados à atividade turística.

Além dos referidos protocolos, pretende-se nos próximos passos trabalhar nas seguintes vertentes, segundo o Plano: Capacitação (treinamento e consultoria); Comunicação com a sociedade (empresas e turistas); Selo do turismo; Plano de promoção; Cronograma e Alinhamentos com os governos.

Preparação para a retomada

"A importância do Plano de Retomada das Atividades Turísticas se dá pela relação de confiança e credibilidade com o mercado. Após essa crise, as pessoas passarão a procurar os destinos que se sintam mais segura. Este passa a ser é um forte diferencial de competitividade. Os nossos empreendimentos turísticos passarão a cumprir todos os protocolos de segurança sanitária, com todos os trabalhadores do turismo fazendo capacitações gratuitas no Senac, a partir de junho, para conhecerem e atuarem dentro das normativas. Estamos articulando esse trabalho com diversos setores da sociedade.", afirma Aninha Costa, secretária de turismo do RN.

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, destacou que o setor de turismo é um dos que mais estão sofrendo com as restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus. “Foi o primeiro a fechar suas portas, e deve ser um dos últimos a ter seu funcionamento pleno restabelecido”, afirmou.

Para ele, o Plano de Retomada do Turismo do RN é importante porque os estabelecimentos precisam estar preparados para a retomada. “Os turistas que chegarem ao Rio Grande do Norte precisam se sentir seguros ao circular no nosso estado, ao se hospedar em nossos hotéis. Então, este Plano servirá não só para preparar o estabelecimentos e profissionais do turismo. Ele servirá para atestar ao visitante que aqueles locais e profissionais estão qualificados e preparados para recebê-lo. Este conjunto de ações previstas no documento, e que está sendo construídos a diversas mãos pelas entidades que fazem o setor aqui no estado, devem fazer com que o nosso destino saia mais fortalecido desta crise", disse Queiroz. 

O presidente da ABIH-RN, José Odécio Jr. também destacou a importância desse plano para a retomada do setor turístico, em especial da indústria hoteleira, que está com as portas fechadas desde março de 2020, e espera que essa iniciativa auxilie a reabertura das empresas de forma segura. “Esse plano de segurança sanitária é fundamental para pensarmos na reabertura das atividades do turismo do Rio Grande do Norte e tomar providências de higienização e controle, gerando mais segurança para os nossos colaboradores e hóspedes. Com esse trabalho que está se iniciando agora, e juntos com o apoio dessas instituições, damos um passo adiante com o nosso compromisso de combate a pandemia no sentido de estabelecer premissas básicas de cuidados sanitários, mesmo que esse protocolo ainda sofra alterações no decorrer do tempo e das avaliações. E mais do que nunca a parceria com o Senac que irá oferecer treinamentos para os nossos colabores é importantíssima, pois qualifica aqueles que estarão no dia a dia em contato com os turistas. Estamos todos de parabéns com essa iniciativa.”, comentou José Odécio.

"O desafio de reerguer o setor é enorme, pois de um lado existirão consumidores mais exigentes e preocupados com sua segurança e do outro, empresas com sérias dificuldades financeiras e com severas limitações de investimento. O trabalho conjunto iniciado nesta primeira etapa do projeto da retomada do turismo do RN mostra que é possível enfrentar este desafio. Somente com muita união, perseverança e empenho de todos, conseguiremos retomar os níveis de fluxo turístico de antes da pandemia", ressaltou George Gosson, hoteleiro e presidente do Natal Convention Bureau.

Ocupação por setor

Veja abaixo quanto cada setor emprega no Rio Grande do Norte segundo dados da Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C) do primeiro trimestre deste ano.

* 279 mil pessoas no comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas;

* 146 mil pessoas em informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas;

* 92 mil pessoas em serviços domésticos;

* 87 mil pessoas em alojamento e alimentação;

* 77 mil pessoas em outros tipos de serviços não especificados;

* 58 mil pessoas em transporte, armazenagem e correio;

* Total: 460 mil trabalhadores no setor de Serviços

* Total: 279 mil trabalhadores no setor de Comércio

Fonte:  Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C) do 1T2020 / Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)




Deixe seu comentário!

Comentários