Feminismo

Publicação: 2019-03-31 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Rosalie Arruda
rosaliearruda@uol.com.br

Qual a primeira sentença que te vem à mente ao ouvir a palavra feminismo? Se é “mulheres histéricas, mal amadas e que não depilam as axilas”, peço um minuto da sua atenção. Porque essa percepção, além de não guardar qualquer relação com a realidade, é fruto de estratégia histórica do machismo que deseja a manutenção do status quo. Muitas mulheres que apenas lutaram por seus direitos e em consequência os das outras entraram para história como loucas e desequilibradas.

Não é femismo
Feminismo não é a troca da hegemonia masculina – fruto de uma construção histórica machista – por uma hegemonia feminina. A sobreposição das mulheres em relação aos homens chama-se femismo. Com a palavra, seis mulheres de diferentes gerações e profissões para nos falar sobre o que verdadeiramente é feminismo.

Igualdade
A titular da Deam da Zona Norte, Ana Alexandrina Gadelha, considera feminismo uma luta diária pela igualdade de gênero com direitos e oportunidades iguais para todos. Não é pregar ou estimular a supremacia de determinado gênero em relação ao outro. Pelo contrário, é disseminar o respeito entre as pessoas, trabalhar pela desconstrução da sociedade machista e patriarcal que é a responsável pela violência de gênero, e lutar pela construção de uma sociedade mais justa e igual.

Violência
O dia a dia profissional da delegada Ana Gadelha é marcado por uma das mais cruéis faces do machismo que o feminismo tanto combate: a violência. E ao contrário do que muitos acreditam, inclusive muitas mulheres, não é somente a violência física que não deve ser tolerada.

Maria da Penha
A Lei Maria da Penha traz outros de tipos de violência doméstica: humilhação, restrição da liberdade de crença, fazer a mulher pensar que está ficando louca, controle e opressão, exposição da vida íntima, forçar a mulher a práticas sexuais que ela não deseja, estupro, impedir a prevenção à gravidez ou forçá-la ao aborto, controle do dinheiro e destruição do patrimônio.

Sobrecarga
Sem contar a violência institucional e a violência do acúmulo de três expedientes pela ideia dominante de que cabe exclusivamente à mulher as tarefas domésticas e o cuidar dos filhos.

Equidade
Defensora popular e ex-coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher Vítima de Violência, Ana Lúcia Raymundo afirma que feminismo é sinônimo de equidade entre homens e mulheres, entre seres humanos.

Informação
Além de atuar para melhorar o atendimento jurídico às mulheres que não podem pagar por um advogado, Ana Lúcia trabalha ativamente pela disseminação de conhecimento por meio do projeto Mulher Viver com Dignidade com palestras e cursos. Foi na sua gestão ofertado o primeiro curso de Defensoras Populares. Informação que traz uma nova consciência.

Política
Não dá para falar em sociedade justa sem passar pela política. São os detentores de cargos públicos que decidem sobre as políticas públicas e legislação. A igualdade de gênero precisa se traduzir nessa área também e a participação das mulheres com suas percepções é fundamental. No Brasil, estamos muito longe do ideal, onde a presença feminina no parlamento está muito abaixo dos 50% da nossa representação na sociedade.

Espaço de luta
A deputada estadual Isolda Dantas é uma das tantas feministas que buscam fazer da política mais que um espaço de luta, um lugar para conquistas. A parlamentar defende que a presença da mulher precisa se traduzir em ação concreta e se reverter em mudança na vida das mulheres da cidade e do campo. Não basta ser mulher, é preciso perceber na sociedade as desigualdades entre homens e mulheres.

Coletiva
Advogada, professora e palestrante, Isabella Lauar considera que feminismo é uma maneira de viver individual, mas de lutar coletivamente. É abraçar as dores de ser mulher e enfrentá-las com sororidade, pensando em justiça na igualdade, é pensar no feminino livre, independente e dentro de todas as suas potencialidades.

Rótulo
As tentativas infelizmente bem-sucedidas de desvirtuar o movimento fazem mulheres rejeitarem a condição de feministas. Mas Isabella lembra: toda mulher que acredita na igualdade de direitos entre os gêneros é feminista, embora muitas vezes não saiba disso.

Educação
A ativista Malala Yousafzai quase morreu porque decidiu enfrentar o Talibã e lutar pelo direito das meninas paquistanesas de terem acesso à escola. O que ela buscava? Igualdade de oportunidades porque entendia que somente por meio da educação as mulheres poderiam buscar outras conquistas. Mas somente há bem pouco tempo começou a se autoproclamar feminista. As incompreensões sobre o feminismo são mundiais.

Construção
As conquistas contabilizadas até aqui são fruto de lutas históricas. E o Rio Grande do Norte é pioneiro. A pesquisadora Udymar Pessoa faz da nossa história um instrumento para mostrar o quanto o feminismo tem sido importante. O direito ao voto exercido pela primeira vez no Brasil por Celina Guimarães, por exemplo.  Para ela, feminismo é a tomada de consciência das mulheres, apropriação de sua vida e sobre as decisões que influenciam à ela é às outras mulheres.

Convocação
Homens, vocês têm papel importantíssimo nesse debate. Empatia, respeito e atitudes pró-feminismo são necessárias e bem-vindas. Entender que mulher não é objeto, que questões tão caras a nós não devem ser motivo de “piada” e que nunca é demais perguntar à mulher como ela gostaria de ser tratada são alguns passos importantes. Não se concebe uma sociedade com igualdade sem a participação efetiva dos homens.

Enquanto durou...
Hoje me despeço dos leitores. A titular desta coluna, a fina, elegante, sincera and competente Rosalie Arruda retorna aos trabalhos após merecido descanso. Foi ótimo enquanto durou. Um abraço e até a próxima oportunidade! Flávia Urbano :)

Pela Cidade
Grupo Reviver – 2019 já pode ser considerado um dos melhores anos para o Grupo Reviver. O mutirão de mamografias que, desde 2015, acontecia somente durante o Outubro Rosa por limitações de recursos, está em pleno funcionamento com objetivo de proporcionar a mais mulheres o acesso gratuito a um dos mais eficazes exames para a detecção precoce do câncer de mama.

Natal – O atendimento com a unidade móvel Savana Galvão segue, nesta semana de 1 a 5 de abril, na Policlínica Norte, na Avenida Florianópolis, ao lado do Nordestão da Avenida João Medeiros Filho.






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários