Fenacam e Expofruit 2011

Publicação: 2011-06-05 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Durante toda a semana, o Rio Grande do Norte será sede de dois eventos mundiais do agronegócios, a Expofruit e a Fenacam. As Rodadas de Negócios na Expofruit podem chegar a R$ 15 milhões. A feira, de 8 a 10 de junho, em Mossoró, está na 15ª edição e reunirá cerca de 300 expositores nordestinos e de outras regiões brasileiras.  Na Expofruit, os mini-cursos acontecem amanhã e terça-feira, nas salas da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em Mossoró/RN. Na edição 2010 mais de 200 pessoas, entre estudantes, técnicos e produtores participaram da programação científica da feira.  A Expofruit é promovida pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex) em parceria com o Sebrae e a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).

Negócios

No ano passado, foram negociados mais de R$ 13 milhões na Expofruit.  O melão é o grande campeão de vendas da feira e único no mundo certificado como Fair Trade (Comércio Justo, do inglês). Os pequenos produtores da Coodap, de Mossoró são os responsáveis pelo melão certificado.

Seminário

Paralelamente à Expofruit, serão realizados o 3º Fórum Internacional de Fruticultura, o 3º Seminário Internacional de Comércio Justo, o 4º Encontro dos Técnicos Agrícolas do RN e o Encontro dos Engenheiros Agrônomos do RN. O Sebrae será responsável pelas Rodadas Nacionais e Internacionais de Negócios, que ocorrerão diariamente das 18 às 22h, e pelo Festival Agrosabor na praça de alimentação da feira.

Empresas

Onze grandes empresas compradoras brasileiras (do RJ, MG, SP,PR e AM) já estão confirmadas na parte nacional das rodadas de negócios. Compradores de cinco países (Rússia, Bélgica, Irlanda, Holanda e Alemanha) também vão negociar diretamente com os produtores de frutas nas rodadas internacionais, especialmente os pequenos fruticultores apoiados pelo Sebrae no Rio Grande do Norte.

Abertura

Será amanhã, às 19h, no Centro de Convenções de Natal (RN), a abertura oficial da VIII FENACAM, que este ano acontecerá junto com o maior Congresso Científico Mundial de Aquicultura, a WAS 2011.  A solenidade contará a presença da ministra da Pesca e da Aquicultura, Ideli Salvatti, o ministro da Previdência Social Garibaldi Filho, o conselheiro da União Européia no Brasil Angel Landabaso e o presidente eleito da WAS Ricardo Martino.

Camarão x Investimentos

A Fenacam e vai até  a próxima sexta-feira (10), juntamente com a World Aquaculture Society (WAS), maior reunião mundial de carcinicultura. O secretário estadual da Agricultura e Pesca, Betinho Rosado, prevê um investimento de, pelo menos, US$36 milhões no cultivo de pescado em águas interiores. Atualmente, o estado cultiva cerca de 2 milhões de peixes em espelhos d’água. Segundo dados da secretaria, o RN possui 1 milhão de hectares de  espelhos d’água. Deste total, apenas 1% (correspondente a mil hectares) pode ser utilizado para o cultivo de peixes, de acordo com a legislação nacional. Se aproveitado pode transformar o RN no maior produtor de peixe em águas interiores da América Latina.

Exposição

Na Exposição Agropecuária do Seridó, encerrada no último domingo, em Caicó, o leilão rendeu R$ 179 mil. Foram negociados 50 lotes. A expectativa agora é com a exposição de Currais Novos, de 1 a 3 de julho.

1 - O Ministério da Agricultura prorroga as inscrições para a feira Africa’s Big Seven/SAITEX. Os empresários brasileiros do ramo de alimentos interessados em apresentar seus produtos no mercado sul-africano têm novo prazo para  a inscrição, oito de junho, pelo site http://www.agricultura.gov.br/internacional/missoes.      evento será em Joanesburgo, de 17 a 19 de julho.

2 - Nas previsões dos meteorologistas, de olho no movimento da Zona de Convergência Intertropical e dos ventos, haverá mais chuvas no Norte e Nordeste no meses de junho e julho. Atenção redobrada para a defesa civil e

para os empreendimentos localizados nas áreas de risco de enchentes, como o Vale do Açu.

3 - As projeções indicam que a produção de camarão no Rio Grande do Norte deverá crescer 25% em 2011. A expectativa é que o estado produza 25 mil toneladas este ano. Em 2010, produziu 20 mil toneladas. A média de crescimento   fica acima da nacional, mas não recupera a primeira posição, perdida para o Ceará. No Brasil, a produção deve subir 13,3%.

Orgânicos 

A produção de orgânicos deve crescer 40% em 2011 e os produtores devem faturar R$ 700 milhões este ano, segundo entidade que representa o setor. Apesar de a participação ainda ser pequena no mercado agropecuário brasileiro, a produção de orgânicos vem se multiplicando nos últimos anos. O faturamento dos produtores em 2010 foi de cerca de R$ 500 milhões, segundo estimativa da Associação Brasileira de Orgânicos (Brasilbio), que reúne os produtores, processadores e certificadores.

Pecnordeste

A Pecuária como Agronegócio é o tema do Seminário Nordestino de Pecuária (Pecnordeste 2011),  acontecerá de 13 a 16 de junho, no Centro de Convenções de Fortaleza. Será a 15ª edição do evento, que  pretende despertar e incentivar produtores a aumentar a produção de leite. A Faec vem encabeçando a implantação de um laboratório de análise de leite do Estado, com parte dos recursos já garantidos pelo governo do Ceará.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários