Economia
Fenacam ocorrerá em novembro e deve gerar R$ 100 milhões em negócios
Publicado: 00:00:00 - 23/09/2021 Atualizado: 22:03:41 - 22/09/2021
A 17ª Feira Nacional do Camarão (Fenacam'21) vai acontecer entre os dias 16 e 19 de novembro, no Centro de Convenções de Natal e contará com espaço gourmet para degustação de diversos frutos do mar, com destaque para o camarão, tilápia, ostra e atuns, além de opções de pratos especiais e bebidas.
 
DEMIS ROUSSOS
Com apoio do Governo, associações lançaram Fenacam ontem

Com apoio do Governo, associações lançaram Fenacam ontem


Leia Mais

Este ano, o evento será realizado no pavilhão reservado para a exposição comercial e ocupará uma área de 8 mil m², com capacidade para 225 estandes. A expectativa é receber 5 mil visitantes e 200 empresas expositoras (nacionais e internacionais), gerando algo em torno de R$ 100 milhões em negócios.

Durante o lançamento da Feira, nessa quarta-feira (22), o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão (ABCC), Itamar Rocha, comemorou o retorno do evento, que foi suspenso em 2020 por causa da pandemia de covid-19.

“A Feira é um catalisador das grandes empresas nacionais e internacionais, além de ponte  entre produtores e detentores de tecnologias. Teremos 42 palestrantes de destaque, que irão falar sobre ostra, peixe e camarão. Com a Fenacam, a gente prevê muitos negócios com empresas de fora. Isso é importante porque a carcinicultura é um setor que vai crescer muito em todo o mundo”, sublinhou Itamar Rocha.

A governadora Fátima Bezerra (PT), participou do evento de lançamento e destacou a importância da Fenacam para a carcinicultura potiguar, nesse momento de retomada da economia.

“É uma alegria, porque nós estamos retornando com as atividades de forma presencial, graças ao arrefecimento da pandemia. Evidentemente que tudo será realizado obedecendo aos protocolos sanitários e o Governo, portanto, está chegando junto de setores tão importantes para a economia do Rio Grande do Norte, como a a carcinicultura e a piscicultura. São segmentos que promovem milhares de empregos no Estado e que vêm se recuperando recentemente”, afirmou a governadora.

O titular da Secretaria da Agricultura, da pecuária e Pesca do RN (Sape), Guilherme Saldanha, também ressaltou que a realização do evento faz parte da estratégia para a retomada do setor econômico do Estado.

“Nosso cenário é muito bom, levando em conta os momentos que a pandemia nos obrigou a enfrentar. O plano de retomada da economia do Governo do Estado envolve a realização desses eventos e a atividade  do camarão é muito importante para nós, com geração de empregos, oportunidade e renda, principalmente no semiárido potiguar”, comentou Saldanha. 

“É possível gerar oportunidades naquela região para evitar que as pessoas venham para os grandes centros urbanos. Estamos numa briga boa com o Ceará para saber quem é o primeiro ou segundo maior produtor do Brasil em 2021 e eu torço para que a gente feche este ano na liderança”, emendou o secretário em seguida. 

Ele ressaltou, ainda, a realização da Fenacam como elemento fomentador para o carcinicultura potiguar. “Esse é o maior evento da área de pesca e aquicultura no Brasil, e o Governo está junto, fazendo com que ele aconteça. Não tenho dúvida que será um grande sucesso”, pontuou.

Eventos técnicos–científicos e empresariais
- Panorama da Produção Mundial de Aquicultura, Carcinicultura, com destaque para as Oportunidades que o Gigantesco Trading Internacional de Frutos do Mar, pode oferecer para o Brasil; 
- Avanços Tecnológicos na Maturação, Reprodução e Larvicultura de Camarões e Peixes; (3) Atualidades Tecnológicos da Nutrição e da Genética, para a produção de matrizes e alimentos balanceados, com vistas a exploração sustentável de camarões marinhos, peixes e moluscos cultivados; 
- As Boas Práticas de Manejo - BPM’s e as Medidas de Biossegurança, como ferramentas indispensáveis para a sustentabilidade das explorações aquícolas, tanto para o camarão marinho, como para as demais espécies aquícolas cultivadas; 
- Apresentação Diferenciada, Agregação de Valor e Aspectos Mercadológicos dos produtos aquícolas produzidos no Brasil; 
- O Papel das Mídias Digitais, na Promoção, Comercialização e Distribuição de Produtos Aquícolas no Contexto do seu Consumo no Mercado Interno e Mercado Global de Frutos do Mar.

Eventos simultâneos
XVII Simpósio Internacional de Carcinicultura;
XIV Simpósio Internacional de Aquicultura;
XVII Festival Gastronômico de Frutos do Mar; 
XVII Sessões Técnicas e Cientificas – Aquicultura e Carcinicultura;
XVII Feira Internacional de Serviços e Produtos para a Aquicultura.

As palestras do 17º Simpósio Internacional de Carcinicultura e 14º Simpósio Internacional de Aquicultura terão tradução simultânea do Inglês e Espanhol para Portugues.
Mais informações:
www.fenacam.com.br

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte