FERN denuncia falta da participação popular nas discussões sobre aumento da passagem de ônibus

Publicação: 2009-09-11 12:28:00 | Comentários: 4
A+ A-
A Federação das Entidades Estudantis do Rio Grande do Norte (FERN) está criticando o aumento da passagem de ônibus de Natal anunciado no último dia 4. A ausência da participação popular nas discussões sobre o aumento da tarifa de R$ 1,85 para R$ 2,00 contraria a lei municipal que regulamenta a meia passagem, que diz que o reajuste da tarifa precisa ser discutido em consonância com o Conselho da Meia Passagem, formado por representantes dos estudantes, da CBTU, da Câmara Municipal, além da Prefeitura, do SETURN e do Ministério Público.

"Mais uma vez o reajuste foi concedido sem a participação popular, principalmente dos cerca de 200 mil estudantes existentes em Natal. Essa atitude antidemocrática da Prefeitura e do SETURN contraria a lei municipal da meia passagem", disse Sandro Pierre, presidente da FERN. A Federação também propõe uma ampla discussão sobre a planilha de custos das passagens para constatar se o índice do novo reajuste, que foi superior a 8%, está compatível com a realidade de Natal. Para isso, a FERN contratou um renomado técnico para dar um parecer sobre a planilha de Natal.

"Há seis anos tínhamos 350 mil estudantes em Natal e a passagem inteira custava R$ 0,90. Com o processo de moralização para emissão das carteiras que realizamos nos últimos anos houve uma diminuição de 150 mil carteiras que davam direito a meia passagem, o que representa uma redução de R$ 8 milhões por mês na planilha de custos das empresas. Dessa forma, não conseguimos entender porque o preço da passagem dobrou", explica Sandro Pierre.

Para dar uma maior transparência ao processo, a Federação que representa as entidades estudantis sugere que o controle da bilhetagem eletrônica seja de responsabilidade do Município, pois assim a Prefeitura terá condições de saber qual é a real demanda de passagens inteiras, meias e gratuitas, além de que o controle seria mais eficaz do ponto de vista fiscal.


Deixe seu comentário!

Comentários

  • wadvogado

    Bem feito terem votado em massa nesta destruidora da população pobre natalense, tendo favorecido sua eleição em 1º turno. Agora a saúde, o transporte e o trânsito continuam o mesmo apocalipse. e ainda vem copa do mundo na qual natal pode ser excluída a qualquer momento por não ter ainda começado o projeto de infra-estrutura. Agora ela irá dar vez ao seu projeto antigo do pai de virar um maia ou um alves e se manter na dinastia faraônica que governa esta biboca há décadas. NATAL CIDADE DA GENTE, E TOME R$ 2,00!

  • tioalci

    Ué, se há ilegalidade porque essa Federação não entra na justiça com uma liminar para suspender esse valor até que se volte a discutir a passagem com a presença deles? Só sabem fazer manifestação publica. Porque não entram na justiça?

  • erikinha.mendo

    Fico muito DECEPCIONADA com estas recentes atitudes da prefeira a qual ajudei a eleger, principalmente quanto a este ato de COVARDIA com os trabalhadores e estudantes natalenses que infelizmente NECESSITAM utilizar o transporte público. Natal uma cidade tão pequena, com um sistema de transporte tão deficiente, com uma passagem tão absurda!!! Valor o qual todos vêem que não está de acordo com a nossa realidade!!! Houve redução no diesel, houve extinção dos ticket\'s estudantes e vale transporte em papel, redução dos falsos estudantes, criação da bilhetagem eletrônica.. além da frota, que continua precária como sempre. O que justifica este aumento?

  • lilica_rn

    Realmente tem um aumento no transporte sem nem ao menos avizar a população com antecedencia, avizam no final do expediente da sexta-feira já proximo a um feriado, isso é um absurdo e falta de respeito com a população, mais no brasil é assim mesmo, ninquem respeita ninquem!