Festivais de cinema ganham fôlego para retomada

Publicação: 2017-08-01 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter
Cinthia Lopes
Editora

O segundo semestre reserva para o segmento audiovisual potiguar um cenário movimentado. Exibições e debates estão previstos para acontecer até dezembro dentro da programação de importantes festivais que sinalizam seus retornos. Para dezembro, a Prefeitura de Natal retoma o Festival Cine Natal, com novidades: lançamento do Edital Cine Natal e homenagem ao antigo FestNatal, que completa 30 anos da primeira edição. Apesar de não ter data confirmada, a  Mostra Nacional de Cinema de Gostoso, realizada na praia do litoral Norte, sinaliza um retorno em breve, com o aporte financeiro de dois grandes patrocinadores para a 4ª edição. No litoral sul, a 8ª edição do Festival Internacional de Cinema de Baía Formosa também foi confirmada para dezembro. E em Natal, o Goiamum Audiovisual segue com sua programação mensal, com mais um Drops neste mês de agosto.

Festival Cine Natal será na Ribeira
A prefeitura municipal confirmou semana passada a realização do Festival Cine Natal. Será a terceira edição do evento, cujo surgimento se deu em 2013, apenas com bate-papos e oficinas, e com continuidade em 2014, com exibição de curtas produzidos com recursos do edital homônimo e cineastas convidados. Em 2015, em vez de promover um festival, a prefeitura injetou recursos em dois eventos (Goiamum e UrbanoCine) e em 2016 nenhuma ação de exibição foi promovida.

Festival Cine Natal teve última edição em 2014. Retorno contará com mostras, debates e estreias de curtas potiguares
Festival Cine Natal teve última edição em 2014. Retorno contará com mostras, debates e estreias de curtas potiguares

Segundo a diretora do núcleo audiovisual da Fundação Capitania das Artes (Funcarte), Bruna Hertzel, a intenção é realizar o festival em dezembro, dentro da programação do Natal em Natal, na Ribeira. “A ideia é que aconteça junto com outras programações na praça Augusto Severo. No mesmo espaço, vamos emendar as programações do FLIN, Festival Gastronômico e Cine Natal como forma de enxugar os recursos. Mas ainda estamos definindo os detalhes da programação e formato”, diz.

Três curtas-metragens locais estão previstos para serem lançados no festival: “Leningrado: Linha 41”, de documentário de Dênia Cruz, ainda inédito, e as ficções “Mar de Zila”, de Ariane Mondo, e “No fim de tudo”, de Victor Ciriaco. Os dois últimos já foram exibidos para pequenos público, mas terão seus lançamentos oficiais durante o eventos. Todos foram produzidos com recursos do edital Cine Natal 2014.

Produções audiovisuais contempladas no Fundo Municipal de Cultura-FIC e Lei Djalma Maranhão também ganharão espaço nas mostras do Cine Natal.

Bruna Hertzel também confirmou a edição 2017 do edital, que deve ser lançado até o final do ano com aporte financeiro maior que na edição passada, em 2016, quando seis projetos foram selecionados, cada um com recebimento de R$ 50 mil, totalizando R$ 300 mil, sendo um terço oriundo dos cofres da Prefeitura e a outra parte do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), da Ancine.

“Vamos manter o edital, novamente com a parceria do FSA. A prefeitura entra com X e o FSA entra com 2X. A gente não definiu ainda o valor exato de quanto será, mas iremos aumentar o investimento com relação aos anos anteriores, que foi de R$ 300 mil. Ainda em agosto, faremos uma reunião com o Prefeito e outros secretários para definir o investimento”, explica Bruna.

Ela conta que o aumento dos recursos para o edital, bem como a retomada do festival para exibição são reivindicações dos realizadores da cidade, os quais, representados por alguns nomes, estiveram reunidos na semana passada com o prefeito Carlos Eduardo e o corpo técnico da Funcarte para explicar a importância de investimentos na cadeia produtiva do audiovisual potiguar.

FestNatal: 30 anos terá homenagem
Outra novidade que vem junto com o Festival Cine Natal é a homenagem a um importante festival de cinema da cidade, o Fest Natal. Criado em 1987, pelo jornalista Valério Andrade, o evento foi realizado pela última vez em 2013. Em 2017, em comemoração aos 30 anos de seu surgimento, o festival será lembrado, e seu fundador homenageado dentro da programação do Festival Cine Natal. O formato da homenagem ainda não foi definido, mas, segundo Bruna Hertzel, algumas ações do FestNatal devem acontecer dentro do festival municipal.

Lançado em 1987, FestNatal terá uma homenagem para lembrar seu protagonismo
Lançado em 1987, FestNatal terá uma homenagem para lembrar seu protagonismo

Em rápida conversa com Valério Andrade, ele lembra que esta será a primeira vez neste formato e que aguarda definição da programação da Funcarte para discutir as ações do Festnatal. Valério possui um grande acervo fotográfico e em vídeo sobre o festival e a passagem de nomes ilustres da sétima arte por Natal.

Urbanocine
Se da velha guarda há homenagens, a ala jovem também será contemplada pela Funcarte. O Festival UrbanoCine, também deverá ter alguma atividade na programação do Cine Natal. “A ideia é agregar parceiros e contemplar múltiplas dimensões do campo audiovisual: preservação da memória, formação de plateia, capacitação, exibição, diálogos, estruturação da cadeia produtiva”, comenta a diretora do núcleo audiovisual da Funcarte.

Mostra de Gostoso pode voltar em novembro
Depois de passar em branco em 2016, em decorrência da saída de um grande patrocinador, a Mostra de Cinema de Gostoso tem grandes possibilidades de ser produzida em 2017. Realizado em São Miguel do Gostoso, o evento já contava com apoio financeiro do programa RN Sustentável e no finl de julho foi contemplado com o patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento  Econômico e Social (BNDES), que investirará com recursos através da Lei Rouanet. No entanto, ainda não foram definidos os valores que o banco destinará ao projeto.

Um dos produtores da Mostra, o cineasta Eugênio Puppo conta que espera a confirmação dos recursos para garantir ou não a realização do evento em 2017. Se a somatória dos dois apoios cobrir os custos do festival, ele realiza ainda este ano. “Cortar custos sim, desde que não afete a qualidade do projeto. Não é uma mostra cara, mas também não é fácil de fazer. Montamos uma sala de cinema ao ar livre, com todas as condições técnicas de verdade. Tela 12 x 5 metros, alta qualidade na projeção de imagem e som, espaço para acomodar confortavelmente até 800 pessoas. Tratamos com respeito a comunidade de Gostoso e todos aqueles que vem de fora prestigiar o evento, os realizadores. Em respeito ao cinema”, comenta.

Embora a Mostra não tenha acontecido em 2016, as ações socioculturais do projeto vem sendo realizadas desde o ano passado. “Bancamos do nosso bolso oficinas e a produção de alguns curtas inéditos na comunidade. Não abrimos mão do nosso projeto sociocultural. É a base da Mostra”, afirma o Puppo.

Baía Formosa amplia ações em Natal
A 8ª edição do Festival Internacional de Cinema de Baía Formosa está confirmada para dezembro deste ano. A novidade neste edição será a ampliação das ações para Natal, que receberá exibições de curtas. O tradicional concurso de vídeos de um minuto, cujo o vencedor ganha uma viagem internacional a cidade da Cracóvia, na Polônia, já teve seu tema anunciado. Será “O Pescador” e visa a principal atividade da cidade: a pesca. As inscrições deverão ser feitas pela internet e ainda serão abertas.

Goiamum realiza drops de formação em agosto
O festival Goiamum Audiovisual está passando por reformulação. Mas não será por isso que ele ficará paralisado em 2017. A produtora Keila Senna vem tomando as rédeas do projeto e promovendo ações periódicas chamadas de Goiamum Drops. Serão quatro até o final do ano. Nos dias 24 e 25 de agosto será realizado o “Drops #2 – Diversidade”, numa parceria com a ABoca Cultural e Casa de Produção. A programação abarca a mostra “For Rainbow”, de Fortaleza, e a Mostra Potiguar LGBT. Também estão previstos debates, workshops, laboratório de montagem com drag queen, ensaio fotográfico e festa. As informações serão anunciadas em breve.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários