Filha de Khadafi apela para que líbios resistam às pressões e mantenham-se fiéis ao pai

Publicação: 2011-04-15 08:32:00
A+ A-
Filha do presidente da Líbia, Muammar Khadafi,  Aisha Al Kaddafi apelou hoje (15) para que os líbios se mantenham fiéis ao seu pai. Segundo ela, a história do país é repleta de episódios de domínio e ataques estrangeiros. Aisha associou momentos antigos vividos na Líbia com os atuais, em que Khadafi enfrenta a oposição e a pressão externa para abandonar o poder – que ocupa há quase 42 anos.
 
"Quem não quer Khadafi, não vale a pena viver", disse Aisha dirigindo-se aos líbios, na Base Militar de Azizi Bab, em Trípoli. “"Na Líbia, mataram dezenas de crianças e agora, um quarto de século depois, são os mesmos mísseis e bombas que caem como chuva sobre as cabeças dos meus filhos e dos seus filhos. É como punir uma geração após outra".

Aisha se referiu aos 25 anos dos ataques aéreos contra a Líbia, comandados pelo então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan. "Quando eu era uma criança, com apenas nove anos, eu tentava ter paciência e coragem porque eles dispararam mísseis contra nós e tentaram me matar”, contou.

Segundo Aisha,  "Khadafi está no coração de todos os líbios”. Ontem (14), o presidente líbio circulou em carro conversível pelas ruas de Trípoli. Vestido com roupas pretas e usando chapéu, Khadafi acenou para as pessoas nas ruas e fez o sinal de vitória.

As informações são das agências públicas da Argentina, a Telam, e de Portugal, a Lusa.

* Fonte: Agência Brasil

Leia também: