Filhotes de tartarugas-de-pente são soltos no mar em Maxaranguape

Publicação: 2021-02-24 18:26:00
Cerca de 100 filhotes de tartarugas-de-pente foram soltos no mar na tarde de terça-feira (23) na praia Cabo de São Roque, em Maxaranguape, no litoral norte potiguar. A soltura foi acompanhada pelo diretor-geral do Idema, Leon Aguiar, e dos responsáveis pela ação, a Associação de Proteção e Conservação Ambiental Cabo de São Roque, que desenvolve o projeto Tartarugas ao Mar.

Atualmente, 106 ninhos de tartarugas são supervisionados ao longo do litoral norte. “Estamos na metade da temporada que vai até junho. Depois que nascem, os filhotes georreferenciam a área de nascimento - memorizando o local e podem voltar em 25 anos – o fenômeno conhecido como imprinting. Cerca de 99% do ciclo de vida da tartaruga-de-pente é no mar, apenas 1% na terra. Esses animais procuram áreas propícias que tenham pouca presença humana para construir os seus ninhos. Nosso maior impacto é o trânsito de veículos na área, por isso monitoramos 24h por dia, e com a intervenção evitamos acidentes”, explicou o biólogo e presidente da APC, Lucas Verissimo.

Créditos: ReproduçãoTartarugas são monitoradas por ambientalistasTartarugas são monitoradas por ambientalistas

O projeto trabalha na proteção, conservação e pesquisa desses animais ameaçados de extinção, há cerca de cinco anos. Por temporada, de novembro a junho, aproximadamente 18 mil filhotes são soltos no mar. De mil filhotes que nascem, apenas um ou dois chegam à fase adulta. Por isso, a importância do monitoramento e preservação da espécie.

O órgão ambiental do RN e a ONG APC Cabo de São Roque possuem um acordo de cooperação para manutenção da associação. “Temos aqui uma área muito atrativa para a desova. Fizemos um termo de cooperação com a ONG e acompanhamos na prática o monitoramento e soltura dos animais. Pudemos ver o quão enriquecedor é uma experiência como essa. Com o objetivo de proteger a região marinha, temos uma Unidade de Conservação que abrange a faixa costeira dos municípios de Maxaranguape, Rio do Fogo e Touros, no Litoral Norte do Estado”, frisou o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar.

Em janeiro deste ano, o Idema como órgão licenciador e responsável pela promoção da política ambiental do Estado, liberou a licença ambiental para a construção de um resort no local. De acordo com o empresário norueguês e proprietário da fazenda, Torben Franzen, “nosso empreendimento possui uma estrutura totalmente pensada na sustentabilidade”, afirmou.






Leia também: