Fim das coligações leva os políticos à mudança coletiva

Publicação: 2020-03-29 00:00:00
A+ A-
Suspender a quarentena, no caso do Brasil, pegaria um número muito grande de pessoas muito fragilizadas. Da população brasileira, 38% são idosos, portadores de doenças crônicas ou ambos. Seria uma catástrofe social”.
De Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central.

Roda Viva - Cassiano Arruda

Fim das coligações leva os políticos à mudança coletiva
Com o fim das coligações, nossos políticos deixaram de agir isoladamente. Pelo menos na hora de mudar de partido. As mudanças estão sendo feitas em grupos, na Câmara Municipal por menor que seja a identidade política ou ideológica entre os formadores de cada grupo. Paulinho Freire, Felipe Alves, Ney Júnior e Robson Carvalho, vão para o PDT. Luiz Almir, Kleber Fernandes, Chagas Catarino e Aroldo Alves mudam para o PSB. Dinarte Torres, Sueldo Medeiros e Ari Gomes, caminham para o DEM. Eles todos buscam nominatas fortes que garantam a própria reeleição, garantindo a conquista de maior número de cadeiras. -  É o coletivo à serviço do individual.

MIT descobriu que coronavírus fica mais fraco onde faz calor
As comunidades que vivem em locais mais quentes parecem ter uma vantagem comparativa para retardar a transmissão de infecção por coronavírus, de acordo com uma na análise inicial de cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, o prestigiado MIT, dos Estados Unidos.
Os pesquisadores descobriram que a maioria das transmissões de coronavírus ocorreu em regiões com baixas temperaturas, entre 3 e 17 graus centigrados.
Estudos brasileiros não aceitam a tese do MIT.

VIOLAEVOZ muda e Natal fica de fora
O projeto VIOLAEVOZ, de Chico Cesar e Geraldo Azevedo, estava programado para ser iniciado em Natal, no mês de maio, abrindo uma tournée pelo Nordeste. Não vai mais.
A coronavírus mudou toda a agenda. Agora os dois artistas estão trabalhando para o projeto ser iniciado em julho. E  turnée nordestina só deve começar em setembro.

O Brasil já sabe quanto está perdendo para produtos pirata
Os dados do ano passado, agora revelados, são alarmantes. Segundo o Fórum Nacional Contra a Pirataria, o Brasil perdeu R$ 291,4 bilhões para  o mercado ilegal.
Este valor corresponde aos impostos não arrecadados nos setores de cigarros, vestuário, óculos, TV por assinatura, higiene pessoal, software, bebidas alcoólicas e combustíveis.
Na América Latina, produtos piratas correspondem a 2% do PIB de cada país.

Justiça Eleitoral não crê que vá haver eleição 2020 
Embora ninguém queira falar sobre o assunto, além do que disse o presidente Glauber Rego – “Eu chego a imaginar não como um absurdo, mas como uma possibilidade de não haver eleição 2020” – a verdade é que o pessoal da Justiça Eleitoral a cada dia que passa acredita menos na eleição de 4 de Outubro.
Mas é preciso conversar com os russos. O Congresso reage, assim como o Supremo.

 Novo coloca Bolsonaro no “topa ou não topa” 
Fundador do Partido Novo e seu candidato a Presidente da República, o economista João Amoedo, afastado da direção partidária, foi encarregado de comentar o discurso do presidente Jair Bolsonaro: - De um Presidente se  espera equilíbrio e bom senso. Isso, ou renunciar ao cargo”.

Agência aproveitou quarentena para cuidar mais do anunciante
Com mais da metade de suas equipes em casa – home office – nesses dias de quarentena, as agências Art C e Max Meio aproveitaram para cuidar mais da figura do anunciante. E conseguiram produzir em tempo curto uma “cartilha” colocando a situação de cada um em momento como este de coronavírus.  O anunciante foi colocado diante de suas demandas, independente do tamanho.  Cartilha que está disponibilizada no site das agências, a disposição de todo o público,

Voz da experiência volta a advertir Jair Bolsonaro
 - Eu não ia voltar ao tema, mas o Presidente da República repetiu opiniões desastradas sobre a pandemia. Escreveu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na sua conta no twitter. E completou: -Se não calar estará preparando o fim. É melhor o dele que o de todo o povo. Melhor é que se emende e cale.

 RN ganha um consolo pela perda do “hub” para o Ceará
Um potiguar ufanista descobriu um consolo para a perda do “hub” das companhias aéreas para o vizinho Ceará, enquanto sexta-feira eles já tinham atingido 214 casos de pessoas infectadas com o corona vírus, aqui nos tínhamos dez vezes menos: 19. Vai ver que é ´por não termos voos internacionais.

Fátima cria a Força Tarefa para enfrentar Coronavírus 
A governadora Fátima Bezerra criou a “Força Tarefa Administrativa de Enfrentamento ao Coronavírus (CIVID-19) submetida ao Comitê Estadual Governamental de Gestão da Emergência em Saúde Pública, com sete integrantes. Uma tarefa par super heróis.

PM faz concorrência para renovar cobertura da tropa 
A empresa União de Suprimentos Militares foi a vencedora da licitação realizada pela Polícia Militar do Estado para a aquisição de boinas militares, num contrato de R$ 68.200,00.
A entrega da encomenda é imediata; e esse era um dos poucos itens que não houve reclamação contra a falta numa hora de muitas reclamações.

Mi-mi-mi
 - O Legislativo estadual criou o terceiro recesso do ano. O do Coronavírus.
 - Mossoró não vai ser Cidade Junina em 2020. Nem Natal. - Culpa do Vírus.
 - O RN tem 807 Respiradores Mecânicos; 34, fora de uso.
 - Começo do fim da quarentena: - 7 de Abril. Tudo dando certo.
 - A Regional de Saúde de Pau dos Ferros, completa, hoje, 40 anos.
 - Associação dos Amigos do Olheiro de Pureza foi reconhecida de utilidade pública.
 - O Instituto Histórico e Geográfico do RN é o aniversariante do domingo: 118 anos.
 - CEASA reabre com mais controle de público e sem feirinha.
 - Do banqueiro Henrique Meireles: “Primeiro preservar a vida. Depois, a economia”.
 - Ronaldinho Gaúcho, ainda puxa duas semanas de cana, no Paraguai.
 - Governo estuda redução de salários em 25%. E também redução de jornada de trabalho.
 - O roupeiro Joca, 50 anos de ABC, foi demitido.  Era imprescindível?
 - O vereador Felipe Alves troca o MDB do primo Walter Alves pelo PDT do primo Carlos Eduardo.
 - Do governador Ronaldo Caiado: “Ignorância não é virtude”.

Calendário eleitoral enfrentará semana decisiva com pandemia
Não fosse a pandemia, teríamos uma semana muito movimentada na área política. Sábado se vence o grande de prazo para definição do quadro da eleição e quatro de outubro:
1 – Prazo final para mudança de legenda de quem quiser se candidato em 4 de abril (metade dos vereadores de Natal mudam de legenda até lá);
2 – Prazo dos prefeitos renunciarem para serem candidatos (pra a reeleição não precisa);
3 – Prazo final para registro de novos partidos;
4 – Último prazo para registro de estatutos partidários.
Mesmo com as dúvidas sobre a realização, ninguém do ramo quer perder o prazo....

COVID-19 e as alternativas jurídicas para os Negócios
Num cenário de Pandemia, o advogado natalense André Elali, vai lançar, na próxima quarta-feira um trabalho sobre o assunto:
“CRISE DO COVID-19 – Cenários e medidas jurídicas para os negócios.”

Pior que a crise do petróleo
pinta uma crise do etanol 
Nos anos 70/80 o mundo viveu duas crises do petróleo, quando o preço multiplicou-se por 20. Agora a queda do preço do petróleo para US$ o barril, o etanol não se sustenta. Nos Estados Unidos tem usina de álcool fechando. O galão de etanol chegou a US$ 1,00.