Economia
Fintechs fazem mercado de vagas crescer 466%, com foco em tecnologia
Publicado: 11:34:00 - 23/10/2021 Atualizado: 11:36:29 - 23/10/2021
Impulsionado pelas mudanças no mercado financeiro brasileiro, que adotou recentemente soluções como o PIX e o open banking, o número de startups do segmento, conhecidas como fintechs, vem se multiplicando com rapidez - e, por causa do crescimento desse nicho, a quantidade de novas vagas de emprego explodiu.

Divulgação/Nubank


Segundo levantamento feito pela Gupy, plataforma de vagas que analisou os dados de contratação de 30 fintechs e comparou o primeiro semestre de 2021 com o mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 466% nas vagas. A tecnologia é a área, dentro das fintechs, que gerou mais oportunidades, com 33% do total, seguida do comercial (21%) e de produto e inovação (7%).

De acordo com o Distrito Fintech Report 2021, há hoje no País 1.158 fintechs, divididas nas categorias backoffice, criptomoedas, investimentos, câmbio, crowdfunding, meios de pagamento, cartões, dívidas, crédito, fidelização, risco e compliance, finanças pessoais, serviços digitais e tecnologia.

Apesar de estarem presentes em todas as regiões, a maioria fica no Sudeste, que concentra 72,3% das soluções. O relatório indica ainda que grande parte desse ecossistema foca em soluções para outras empresas (B2B), enquanto 13,6% oferecem soluções também para os consumidores e pouco mais de 25% visam somente esse segundo público.

Até setembro de 2021, as fintechs brasileiras fizeram 124 rodadas de investimento - mesmo número do ano passado inteiro, segundo levantamento da Sling Hubs feito com exclusividade para o Estadão. O volume captado, entretanto, saltou de US$ 1,8 bilhão para US$ 4,9 bilhões - crescimento de 172% - e o número de pessoas empregadas passou de 35 mil em 2020 para 56 mil em 2021 (aumento de 59%).

A lista de empresas que estão atrás de novos profissionais é ampla. O C6 Bank, por exemplo, está com 780 vagas abertas, das quais 280 são para a área de tecnologia. Há oportunidades para desenvolvedores (back-end, front-end e mobile), cientistas de dados, analistas de qualidade de software, service desk e analistas de risco. Também há vagas disponíveis para atuar em outras áreas, como marketing, jurídico, compliance e prevenção a fraudes.

Esse é o maior movimento de contratação desde o lançamento do banco digital, que em dois anos de existência já ultrapassou a marca de 10 milhões de clientes. De janeiro ao fim de setembro deste ano, foram contratados 854 profissionais, além de 108 estagiários, totalizando 1,8 mil funcionários na fintech.

Empresa de tecnologia em serviços financeiros do grupo Stone.Co, que reúne Pagar.me, Vitta e a Linx, a Stone tem 300 vagas abertas. Outras que estão contratando são Sinqia, RecargaPay, BRITech, Appmax, VADU, Liber Capital, Lendico e Blu.

Já a Adyen, especializada em tecnologias de pagamento, anunciou recentemente vagas ilimitadas para desenvolvedores no Brasil. A empresa afirma que vai deixar o número em aberto e contratar todos os profissionais que conseguir. Os candidatos precisam saber programar em Java, independentemente de formação universitária ou diploma.

Estadão Conteúdo




Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte