Flávio Rocha lamenta e diz que Luiza Trajano não quer disputar eleição

Publicação: 2021-03-08 10:10:00
A empresária Luiza Helena Trajano tem resistido e afirmado que não será candidata em 2022. Foi o que afirmou o  presidente do Grupo Guararapes, Flávio Rocha, que é amigo da empresária do Magazine Luiza. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal, nesta segunda-feira (8), Rocha lamentou que a empresária não queira disputar o cargo.
Créditos: Arquivo TNLuiza Trajano, do Magazine Luíza, é cotada para disputa eleitoral. Flávio Rocha disse que ela tem se mostrado resistente e nega a possibilidadeLuiza Trajano, do Magazine Luíza, é cotada para disputa eleitoral. Flávio Rocha disse que ela tem se mostrado resistente e nega a possibilidade

No Dia Internacional da Mulher, Rocha enalteceu a empresária. O presidente do Grupo Guararapes disse que a Riachuelo, que tem 85% do público consumidor formado por mulheres, tem a maior parte de mulheres nos postos de gerência da empresa, "trazendo essa sensibilidade importante, principalmente em uma empresa de moda". Para Flávio Rocha, Luiza Trajano tem contribuído de maneira significativa com o desenvolvimento do país.

"A mulher tem um papel significativo em nossa empresa e em nosso país, por isso rendemos a elas nossa homenagem e também, a todas as mulheres do país, em nome de Luiza Trajano, que tem encabeçado esse movimento tão importante, do qual fazemos parte, para a vacinação da população", disse Rocha, explicando ainda que o objetivo do grupo é conseguir a vacinação de toda população adulta do Brasil até setembro.

Sobre a entrada na política de Luiza Trajano, Flávio Rocha disse que ouviu da amiga que a possibilidade não existe. Afirmando que seria uma grande contribuição para o país a presença de Trajano na disputa de um cargo eletivo, Rocha disse que a empresária acredita que pode contribuir de maneira diferente com o Brasil.

"Eu tenho conversado com ela e sinto sinceridade quando ela diz que pode ajudar muito mais o Brasil, de fora da política, sem um projeto eleitoral. Lamento porque seria uma grande liderança, mas ela tem se mostrando insensível aos nossos apelos para que ela nos ajude na política", disse Flávio Rocha.

Nos últimos meses, o nome da empresária tem sido discutido como uma possível candidata. O ex-ministro da Educação do Governo Lula e Dilma, Fernando Haddad, chegou até a se pronunciar sobre a chance de tentar uma aliança com a empresária Luíza Trajano, relembrando a chapa formada em anos anteriores com Lula e José Alencar, também empresário. Luiza Trajano, no entanto, não chegou a falar publicamente sobre essa hipótese.