Flamengo e Chapecoense jogam em Santa Catarina

Publicação: 2017-09-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Flamengo e Chapecoense se enfrentam às 19h15, na Arena Condá, em Chapecó, pelo primeiro confronto entre as equipes na fase  de oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. O jogo decisivo do “mata-mata” está marcado para a próxima quarta-feira, na Ilha do Urubu.

O volante William Arão pediu calma ao time e avisou que a decisão ocorrem em duas partidas
O volante William Arão pediu calma ao time e avisou que a decisão ocorrem em duas partidas

O volante Willian Arão mirou o confronto de ida das oitavas de final contra a Chapecoense e fez o alerta. "Nada será decidido nesta primeira partida. Ainda teremos o jogo da volta, no Rio de Janeiro", comentou. Já o técnico flamenguista mostrou conhecimento sobre o desafio que é jogar no interior catarinense. “Sabemos que jogar lá não é fácil. Precisamos estar concentrados neste jogo”, comentou.

As duas equipes vêm de derrota atuando pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo caiu diante do Botafogo, por 2 a 0 e a Chapecoense foi derrotada pelo Cruzeiro por 2 a 1.

No comando do time, se o Flamengo tem o início do trabalho de Reinaldo Rueda, o time de Santa Catarina ainda não sabe quem será seu  novo comandante, uma vez que o técnico Vinícius Eutrópio foi demitido.

Rueda se viu pressionado essa semana ao ser acusado de poupar jogadores e com isso ter causado uma derrota do seu time no clássico. “Não defini a escalação pensando em priorizar a Copa do Brasil ou a Copa Sul-Americana. Optei por poder observar alguns jogadores que não vinham atuando e que podem ser muito importantes. Mas isso se paga né? Infelizmente não fomos eficazes no primeiro tempo e no segundo o Botafogo mostrou a sua força. É um time muito bem preparado e que conhecemos a qualidade. Agora temos que pensar na frente”, comentou Rueda.

Sport x Ponte
Os jogadores do Sport “viraram a chave” e agora estão focados na Copa Sul-Americana. O time pernambucano encara a Ponte Preta às 19h15, na Ilha do Retiro, no jogo de ida das oitavas de final do torneio internacional. Por ser uma competição diferente, os leoninos encaram como uma oportunidade de voltar à boa fase. Vivendo um momento difícil no Campeonato Brasileiro, o jogo contra a Macaca pode mudar o ambiente no Leão da Praça da Bandeira.

“Eu até falei isso para o grupo. Na Sul-Americana são dois jogos, mata-mata... Independentemente do momento difícil que estamos passando no Brasileirão, essas duas partidas podem dar a oportunidade de voltarmos a ter uma boa atitude. Se conseguirmos passar nesses dois jogos vai ser fundamental e pode ser o início para sair da fase ruim. É uma competição curta, onde em dois jogos podemos dar um passo histórico para o Sport, chegando nas quartas de final. É a chance para todos reverterem essa situação complicada que estamos passando”, disse o zagueiro Henríquez.

Para o volante Patrick, o time não pode errar e precisa entrar motivado. “É uma competição completamente diferente e não podemos cometer erros dentro de casa. A Sul-Americana motiva. São dois jogos decisivos com um grande objetivo pela frente. Vamos virar a chave, pois não podemos nos apegar aos números do Campeonato Brasileiro. Temos que estar motivados e entrar fortes, com espírito de luta”, ressaltou.

O Sport terá o jogo da volta contra a Ponte no dia 20, em Campinas. Avançando para as quartas de final o Leão poderá enfrentar o Cerro Porteño, do Paraguai, ou o Junior Barranquilla, da Colômbia.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários