Flamengo espera contar com Arrascaeta e Rafinha contra o Grêmio pela Libertadores

Publicação: 2019-10-22 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Embora o técnico Jorge Jesus tenha dito durante entrevista coletiva após a vitória no clássico contra o Fluminense que Rafinha e Arrascaeta tinham pouco tempo para se recuperarem e ficarem aptos a enfrentar o Grêmio, quarta-feira (23), no Maracanã, pelo jogo de volta da semifinal da Copa Libertadores, os dois atletas participaram do treino desta segunda-feira (21), no “Ninho do Urubu”.

Rafinha treinou forte e pode jogar usando proteção no rosto
Rafinha treinou forte e pode jogar usando proteção no rosto

Ambos seguem tratamento intensivo e poderão ser relacionados pelo treinador português para a partida que define o finalista brasileiro na competição sul-americana. A avaliação é de que em um jogo "normal", os dois ficariam de fora, mas como se trata de uma partida de extrema importância para o time, se torna possível que os atletas atuem no "sacrifício".

Arrascaeta foi submetido no dia 4 a uma artroscopia no joelho esquerdo para corrigir um problema no menisco e no ligamento colateral medial, lesões sofridas no primeiro jogo com o Grêmio, no confronto de ida da semifinal da Libertadores, em Porto Alegre.

Rafinha sofreu uma fratura no aro zigomático, o "osso da bochecha", após uma cabeçada de Rony no jogo contra o Athletico-PR, em Curitiba, dia 12, em duelo válido pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e também passou por cirurgia.

O segundo jogo entre Flamengo e Grêmio será disputado na quarta-feira, às 21h30. Um novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Uma igualdade sem gols dá a vaga para os cariocas, enquanto qualquer outro empate classifica os gaúchos. Quem se classificar vai enfrentar o vencedor do duelo argentino entre Boca Juniors e River Plate, marcado para esta terça-feira. No primeiro confronto, o River ganhou por 2 a 0.

Arrascaeta tem uma situação clínica e física mais complicada
Arrascaeta tem uma situação clínica e física mais complicada

BOCA X RIVER
A semifinal da Libertadores entre Boca Juniors e River Plate mobilizou a segurança nacional argentina. O Ministério da Segurança deslocará 1.500 policiais para a partida, além de dois helicópteros, motocicletas, carros blindados e monitoramento ao vivo feito por drones. As equipes se enfrentam nesta terça-feira (22), às 21h30 (de Brasília), em La Bombonera, no duelo de volta do torneio continental que definirá o primeiro finalista - o outro sairá na quarta-feira na partida entre Flamengo e Grêmio, no mesmo horário, no Maracanã.

A principal preocupação está em garantir a segurança do River Plate, o time visitante. E todo o aparato para proteger os jogadores tentará evitar o que aconteceu na decisão da Libertadores entre os clubes no ano passado. No jogo de volta, no Monumental de Nuñez, o ônibus do Boca foi apedrejado, atletas ficaram feridos, o duelo foi adiado e só aconteceu semanas depois, em Madri, na Espanha.

A delegação do River Plate deverá se reunir no Monumental de Nuñez no início da tarde. Em seu estádio deverão almoçar e descansar antes de ir para La Bombonera. Torcedores dos atuais campeões da Libertadores estão preparando uma festa em frente ao seu estádio, pois a partida terá torcida única do Boca.

O ônibus dos visitantes percorrerá 16 quilômetros até o estádio rival e a previsão é que chegue quatro horas antes do início da partida. O deslocamento contará com o monitoramento de dois helicópteros, além de 50 motos, que impedirão que qualquer pessoa se aproxime em um raio de 30 metros. Tudo será acompanhado no Centro de Monitoramento Urbano. Drones sobrevoarão as imediações para evitar surpresas.

O veículo do River também foi envelopado com uma película antivandalismo que não deixa o vidro das janelas ser estilhaçado O sistema já passou por teste e foi aprovado em La Plata, antes do confronto com o Gimnasia, pelo Campeonato Argentino.






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários