Flipaut ressalta literatura de Carlos de Souza

Publicação: 2019-12-06 00:00:00
A 10ª edição do Festival Literário Alternativo da Pipa (Flipaut) fará nesta sexta-feira uma justa homenagem ao jornalista e escritor areia branquense Carlos de Souza, falecido em agosto deste ano. O papo será comandado por Alex de Souza, filho de Carlão, como era conhecido o jornalista e Eliade Pimentel. Com passagens marcantes nas principais redações do RN, Carlos de Souza se destacou na literatura contemporânea com obras como "Crônica da Banalidade", "Cachorro Magro, "É Tudo Fogo de Palha", "Cidade dos Reis" e "Urbi". 

Créditos: Elisa ElsieCarlos de Souza passou pelos principais jornais do estado, como a TRIBUNA DO NORTECarlos de Souza passou pelos principais jornais do estado, como a TRIBUNA DO NORTE
Carlos de Souza atuou no jornalismo e deixou obra literária

No sábado, a Flipaut terá como destaque as mulheres com a mesa “Literatura Feminina e Empoderamento", com as poetas Jeanne Araújo e Carmen Vasconcelos. No mesmo dia, o jornalista e membro da Academia Norte-Riograndense de Letras, Vicente Serejo, conversa com o editor e sebista Abimael Silva sobre “No rastro de Oswaldo Lamartine".

O encerramento no domingo começará com espaço para lembrar as memórias da Pipa, com Francisco Fernandes Marinho, e terminar em clima de confraternização com o bate papo “10 Anos de Resistência: flipAut! 2019", encabeçada por Jack d'Emilia, produtor e um dos fundadores do festival.

A  Flipaut surgiu como alternativa à pompa do Festival Literário da Pipa, como forma de valorizar autores da região, mesclando lançamentos de livros, bate papo com autores potiguares. Este ano a programação conta com mais participantes na Feira de Livros Novos & Usados, ao todo 10 expositores. Como o Flipipa está há dois anos sem acontecer, a Flipaut tornou-se o único evento literário da praia. A programação completa da Flipaut está disponível nas redes sociais do evento e no site www.flipaut.blogspot.com