Flores, bolinhos e risadas no Flora Café

Publicação: 2017-09-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A floricultura Flor de Algodão, em Petrópolis, passou a dividir espaço desde a semana passada com a Flora Cafeteria, novo projeto da arquiteta Mézia Araújo, desta vez em parceria com a prima Vânia Araújo. O espaço tem o clima de acolhimento e delicadeza que se espera de um ambiente florido, e ainda com o ‘plus’ de contar com um cardápio cheio de referências sentimentais e familiares.

Quitutes remetem a receitas antigas com releituras: bolachas, suflês e bolinhos de limão e milho, além de doces são alguns acompanhamentos para o café

“O café veio pela insistência dos clientes e amigos. Eles queriam um lugar para ficar entre um buquê e outro. Mas o café deve combinar com todo o ambiente, por isso cuidamos que fosse um lugar especial”, conta Mézia. A Flora é um espaço aconchegante com poucas mesas, decoração que mistura ideias antigas, e um toque do velho sertão, já que as primas Mézia e Vânia têm raízes no Seridó.  “Aqui propomos conforto, boa comida e uma pausa para boas risadas”, disse.

O cardápio foi pensado por Vânia – a prima com os talentos culinários – em conjunto com a consultoria de Marcos  Nery, chef da sanduicheria descolada Blackitchen. Os petiscos aliam lembranças regionais e referências gourmet. “Não temos nada funcional, sem glúten,  ou vegano, por enquanto. A única preocupação é que a comida fosse gostosa. E até agora quem provou tem gostado muito”, afirma Mézia.

Os petiscos foram pensados para combinar bem com café. Começa, claro, com os bolos: de laranja com calda de laranja, milho com calda de goiabada, de limão, e o de banana. As quiches são servidas com salada, com recheios de aspargo com ricota, palmito pupunha e cogumelo, e frango com legumes. A crepioca vem com recheio de compota de berinjela, e na massa tem lascas de amêndoas, castanha de caju e do Pará. “Virão mais sabores”, ressalta Mézia. O croissant é o “pão” da casa, servido na chapa com queijo do reino e recheio de aspargos, queijo e bacon.

As primas Mézia e Vânia Araújo uniram ideias e habilidades de decoradora, florista e quituteiras
As primas Mézia e Vânia Araújo uniram ideias e habilidades de decoradora, florista e quituteiras

Na seção de especiais da Flora, destaque para a clássica bolacha assada (na manteiga da terra), que recebeu a companhia de um suflê de clara gratinada e ovos com queijo e ervas – o omelete desconstruído; cuscuz com legumes;  mix de quinoa, presunto cru e legumes; burrata com lascas de polvilho; e o croque (um tipo de sanduíche francês), feito de pão brioche, queijo, presunto e creme branco. A parte doce traz a torta de ricota com calda de goiaba, surpresa de doce de leite com banana, e docinhos variados.

Flor de café
A Flora trabalha exclusivamente com a marca Flor do Café, produzida no sul de Minas Gerais (e tem notas de chocolate, caramelo e mel). É servido coado ou expresso. Há também sucos naturais, chás, água com sabores, e o vinho português Júlia Florista – sim, o nome deve combinar com a casa. Junto com o café, abriu também um mini galeria de arte, que no momento está com exposição “Impressões Digitais”, de Henrique Araújo. Na Flora também se pode trocar um livro por outro na estante do local. É um espaço com algo mais que um cafezinho.

Quitutes remetem a receitas antigas com releituras: bolachas, suflês e bolinhos de limão e milho, além de doces são alguns acompanhamentos para o café

Serviço
Flora Cafeteria.
Av. Rodrigues Alves, 443 A (na floricultura Flor de Algodão), Petrópolis.
Aberto de segunda a sexta das 9 às 19h, e sábados das 9 às 18h. Tel.: 2030-4090.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários