Fluminense lamenta a final perto do hospital de campanha

Publicação: 2020-07-07 00:00:00
Após fazer críticas aos jogos realizados no Maracanã, na retomada do Campeonato Carioca, a diretoria do Fluminense veio a público nesta segunda-feira para justificar a escolha do tradicional estádio para receber a final da Taça Rio. O time tricolor foi sorteado o mandante do duelo decisivo e optou pelo Maracanã, apesar das críticas anteriores de que o estádio não seria adequado para os jogos do Estadual por se localizar ao lado de um hospital de campanha.

Créditos: DivulgaçãoHospital de campanha que recebe pacientes com Covid-19 foi montado ao lado do MaracanãHospital de campanha que recebe pacientes com Covid-19 foi montado ao lado do Maracanã


"A decisão foi tomada para cumprir contratos de gestão do estádio, já que, pelo termo de permissão de uso assinado com o governo do Estado, temos obrigação de jogar um mínimo de jogos ao longo da vigência do contrato e das competições vigentes. O FFC mandou seus jogos em outro estádio até o limite possível, para que não descumprisse obrigações contratuais", registrou o clube, em comunicado.

O Flu reiterou que continua contra realizar partidas no Maracanã, pela proximidade do hospital erguido ao lado para atender as vítimas da covid-19. "Seguimos contrários à realização de jogos ao lado de um hospital de campanha. O erro original foi sermos obrigados a voltar a disputar o campeonato, mas temos por princípio o cumprimento de nossos contratos e em nenhum momento, durante toda essa crise, deixamos de observar nossas obrigações."

O clube disse ainda que pretende destinar o dinheiro arrecadado com os ingressos para iniciativas sociais. "O clube informa que realizará ações até o dia do jogo, como a venda de ingressos virtuais, e destinará a arrecadação para doação de cestas básicas para comunidades do Rio de Janeiro."

A decisão da Taça Rio será realizada às 21h30 desta quarta-feira Se o Flamengo vencer, será declarado campeão carioca porque venceu a Taça Guanabara, o primeiro turno do Estadual. 

TELEVISÃO
A final da Taça Rio entre Fluminense e Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h30, não será transmitida pela Rede Globo. A juíza Eunice Bitencourt Haddad, da 24ª Vara do Rio de Janeiro, determinou, nesta segunda-feira, que a liminar concedida por ela na sexta-feira a favor da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) não é válida para jogos do time da Gávea. O clube não tinha contrato com a Globo. Desta forma, os clubes podem ceder os direitos do jogo ou fazer a transmissão por conta própria.

"A controvérsia instaurada diz respeito tão somente à rescisão contratual, por iniciativa das ora rés, em relação ao contrato firmado com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro - FERJ. Não está em discussão a aplicação da Medida Provisória 984/2020 ao Campeonato Estadual (...). De modo que a liminar não alcança as partidas com participação do Clube de Regatas do Flamengo, já que se limitou a tornar sem efeito a rescisão unilateral de contrato, em que tal clube não figurou como aderente", escreveu a juíza, em decisão à qual teve acesso o site Globoesporte.com.

A Globo, na quinta-feira, rescindiu o contrato de transmissão do Campeonato Carioca, após quebra da exclusividade prevista no compromisso assinado com a Ferj e com 11 das 12 equipes que jogam o Estadual. Exceto o Flamengo.

A Ferj entrou na Justiça contra a rescisão e obteve liminar na sexta-feira para garantir a exibição dos jogos dos clubes com contrato com a Globo. Assim, a emissora transmitiu no domingo a semifinal entre Fluminense e Botafogo.




Leia também: