Funcionários da UFRN e Ufersa entram em greve dia 17 de março

Publicação: 11 de Fevereiro de 2014 às 17:31 | Comentários: 0
A+ A-
Funcionários técnico-administrativos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Universidade Federal Rural do Semi-árido (Ufersa) decidiram entrar em greve a partir do dia 17 de março. Dentre as exigências, a categoria busca o cumprimento total do acordo da greve de 2012 .

Após debater na Plenária Nacional Estatutária, realizada em Brasília durante dois dias no último final de semana, os representantes das 39 entidades presentes alegaram como principais motivos para a deflagração da greve a não revogação da criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh),que se configurará como uma empresa estatal de sociedade anônima, e terá a função de gerir os bens móveis e imóveis dos Hospitais Universitários Federais.

A categoria acredita que com a visibilidade oriunda da Copa do Mundo, que será sediada este ano no Brasil, o Governo Federal SERÁ pressionado a realizar uma negociação de maneira mais rápida.

No dia 20 de fevereiro, a Federação de Sindicato de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) realizará um dia nacional de luta. SÓ após a deflagração da greve, no dia 17 de março, o comando de greve definirá o calendário de atividades.

Mais reivindicações

A categoria também reivindica a implementação da jornada de 30 horas semanais sem redução salarial, com o objetivo de manter as universidades abertas durantes os três turnos.

Os delegados aprovaram ainda, que propostas como data base,  auxílio alimentação para aposentados, isonomia salarial entre os trabalhadores do Serviço Público Federal e outras de caráter geral serão remetidas à apreciação dos servidores federais para inclusão na pauta conjunta (geral).

No dia 20 de fevereiro a Federação de Sindicato de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil  (Fasubra), realizará um dia nacional de luta. Após a deflagração da greve, no dia 17 de março, o comando de greve definirá o calendário de atividades. 



Deixe seu comentário!

Comentários