Futuro do Nordeste

Publicação: 2020-10-04 00:00:00
Futuro do Nordeste

Falando recentemente para empresários cearenses, o agrônomo Xico Graziano, disse que o Nordeste será a nova fronteira do agro brasileiro. A oferta de água é condição “sine qua non”, mas este não é, nem será problema, pois os estados nordestinos têm ao seu lado o Oceano Atlântico, lembrou. Anunciou: a nova fronteira do agronegócio brasileiro será a região Nordeste, cujo semiárido tem solo mais rico do que o dos desertos da Austrália e da Tunísia, onde a produção agropecuária avança, graças à melhor tecnologia. E olhe que nem havia sido plantado e colhido trigo na Chapada do Apodi, com elevada produtividade.

Potencial

De acordo com Graziano, a primeira fronteira agrícola do Brasil foi o Centro-Oeste; depois, o Oeste da Bahia; em seguida, veio a região do Matopiba (acrônimo formado pelas iniciais do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Agora, será a vez do Nordeste Setentrional, mais precisamente o semiárido de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.
Equilíbrio

A recuperação econômica dependerá de equilíbrio fiscal, já alertaram vários  economistas. Embora a retomada da atividade econômica, após a quarentena, esteja acima das expectativas iniciais, os impactos da crise deverão ser sentidos após a retirada dos estímulos governamentais.

Balanço

Com o fechamento do terceiro trimestre, as empresas já começam a preparar os balanços para divulgação. E começa o último trimestre do ano, a reta final de 2020. Nos próximos dias, o mais rápido possível, os produtos do ciclo natalino já estarão nas lojas e gôndolas dos supermercados.

Reação

O mercado de IPO (abertura de capital das empresas) nos Estados Unidos pode ter o melhor ano da história. O volume de US$ 95 bilhões movimentados já ultrapassa o total de todos os anos - exceto 2014 - desde a bolha de tecnologia em 2000. No Brasil são várias empresas na fila da Bolsa para abrirem o capital.

Imposto dos mais ricos

Um documento elaborado por diversas entidades do serviço público mostra que a criação de novas alíquotas para o IRPF dos mais ricos - 30%, 35%, 40% e 45%, poderá criar uma receita extra significativa. As alíquotas incidiriam de forma gradativa nos indivíduos que recebem acima de R$ 23.850. Cerca de 1,1 milhão passaria a contribuir com os novos percentuais. A estimativa de arrecadação com o tratamento isonômico na tributação das rendas e da maior progressividade do IRPF é de R$ 158 bilhões por ano. Para Maria Regina Paiva, do Instituto de Justiça Fiscal, a crise atual não pode recair nas costas dos mais pobres. "Com a crise, temos a conta da saúde, da educação, da Covid-19, dos empregos. Nós temos essa conta agora, e temos que apresentá-las para os super-ricos, que são 0,3% da população". César Roxo, vice-presidente de Estudos e Assuntos Tributários da Anfip, destacou que mais de 40 profissionais se dedicaram no desenvolvimento da proposta.

Adiamento

O governo decide prorrogar acordos de suspensão e redução salarial. É a terceira prorrogação dos acordos, que foram permitidos pela MP 936 no início da pandemia. Mais de 11 milhões de brasileiros estão trabalhando nesse regime especial, segundo o governo. Mas, o décimo terceiro integral está garantido. O modelo não deve ir além de 2020.

1 - O governo vai encaminhar a privatização dos Correios nas próximas semanas. A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, diz que o projeto de lei já foi assinado pelo ministro Paulo Guedes. Melhor do que vender total seria uma venda parcial, com a entrada de um sócio privado.

2 - Em Alagoas, o Estado planeja licitar mais dois blocos de saneamento até 2022.  O primeiro leilão do saneamento foi muito acirrado, com sete interessados. O consórcio BRK venceu e promete melhorar a rede de água e esgoto em Alagoas, com uma oferta R$ 2 bilhões, a ser pago ao governo alagoano, apenas na região metropolitana de Maceió.

3 - Muitos produtores de pêra do sul do Brasil não estão gostando dessa idéia de vender melões para a China. É que nas negociações, os chineses impuseram a troca de furtas. Como eles estão colhendo agora uma safra recorde de peras, o Brasil também terá que importar a fruta deles.

TRANSAÇÕES (I)

O Banco Central marcou para amanhã, dia 5, para entrar em vigor o cadastro do sistema de pagamentos instantâneos - PIX. Vai permitir a transação bancária e pagamentos 24 horas por dia, 7 dias por semana.  Todos poderão fazer o cadastro de Chaves PIX, que deve ser o número de celular, CPF, CNPJ ou e-mail, para identificação do recebedor.

TRANSAÇÕES (II)

O custo de uma TED atualmente é em torno de sete centavos e, com o novo sistema, esse custo será de apenas um centavo a cada 10 transações. Isso deve acabar com o boleto, DOC e TED em um futuro não muito distante. O sistema começa pra valer em novembro próximo.

MINERAÇÃO


O thyssenkrupp mira no crescimento no setor de mineração e passa a fabricar máquinas no Brasil. São equipamentos pesados para processamento de minério. O objetivo é atender novas encomendas e modernizar o parque de maquinário de mineradoras no Brasil. Quem investe dessa forma é porque está apostando no futuro do País.

LEILÃO


No Feirão de Imóveis dos Correios tem licitações agendadas no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina em mais de 21 editais de venda de imóveis em diversas regiões do Brasil, até o dia 14 de outubro. O acesso aos editais e demais informações sobre cada certame estão disponíveis na página dos Correios.

INTERNET


A Iguatemi Empresa de Shopping Centers lança a plataforma de e-commerce Iguatemi 365, um marketplace com 300 marcas e 14 mil produtos. O consumidor encontrará marcas exclusivas no site como Chiara Ferragni, DVF, Entreposto, Ermenegildo Zegna, e Max Mara. Para comprar, basta acessar iguatemi365.com.