Galo e Santos deixam definição para o Pacaembu

Publicação: 2019-05-16 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São Paulo (AE) - O primeiro encontro entre Atlético-MG e Santos pelas oitavas de final da Copa do Brasil foi movimentado, mas sem gols. Nesta quarta-feira, no Independência, os times desperdiçaram oportunidades e não saíram do 0 a 0, deixando a definição da série aberta para o duelo de volta, que vai ser disputado apenas em 6 de junho, no Pacaembu.

Com Jorge Sampaoli suspenso por expulsão na fase anterior da Copa do Brasil, o Santos foi orientado da área técnica pelo auxiliar Jorge Desio e voltou a ter mudanças na escalação, com a retomada do esquema com três zagueiros e os retornos de Jean Mota e Derlis González para a formação inicial. Já no Atlético-MG, a presença de José Welison no lugar de Adilson foi a única novidade, sendo que o time encerrou uma sequência de nove jogos em que havia sido vazado.

Embora a partida tenha sido disputada no Independência, o domínio do primeiro tempo foi todo do Santos. Era o time visitante que controlava as ações diante do Atlético-MG, que logo nos minutos iniciais perdeu Fábio Santos, lesionado, e precisou improvisar Patric na lateral direita.

O Santos apostava na velocidade de Rodrygo e Derlis González pelas pontas, com a parceria de Victor Ferraz e Jorge, dando trabalho a Guga e Patric, que tinham grande dificuldade na marcação. Além disso, Jean Lucas ditava o ritmo no meio-campo, que trocava passes e ainda pressionava a saída de bola, sufocando o Atlético-MG.

Acuado, o Atlético-MG mal aproveitava os espaços dados pelo Santos, só conseguindo finalizar após erros da defesa adversária .

O cenário da partida se alterou no segundo tempo. O Atlético-MG voltou do intervalo com a marcação adiantada, começou a roubar mais bolas, mas tinha problemas para ser perigoso pelo bom desempenho do trio de zagueiros do Santos, tanto que ficou no 0 a 0.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários