Esportes
Galo quer o título. Flu a vaga na Copa Libertadores
Publicado: 00:00:00 - 28/11/2021 Atualizado: 16:27:13 - 27/11/2021
O Atlético/MG não pode ser campeão hoje diante do Fluminense. No entanto, o time mineiro sabe que uma vitória o deixa muito perto da conquista da Série A do Campeonato Brasileiro. Já o Tricolor vê, no jogo de hoje às 16h (horário de Brasília), no Mineirão, uma oportunidade para pontuar e chegar no G-6, grupo de times que se classificam para a Copa Libertadores da América 2022.

Atlético/mg
O atacante Hulk é destaque do Galo e artilheiro do Brasileirão

O atacante Hulk é destaque do Galo e artilheiro do Brasileirão


E o retrospecto do Galo diante dos cariocas jogando em Belo Horizonte é positivo.Nessa temporada foram três jogos, com duas vitórias do Atlético e um empate - este no primeiro turno do Brasileirão. Ao todo, em Belo Horizonte, Atlético e Fluminense já se enfrentaram em 54 oportunidades, com 26 vitórias alvinegras, 17 empates e 11 triunfos dos tricolores. O Galo marcou 96 gols nos confrontos contra 61 dos cariocas.

Mas independente do histórico entre as equipes, o Atlético/MG é favorito. O clube está jogando bem fora de casa e em casa é arrasador. A excelente fase do craque Hulk empolga o torcedor. Com o golaço marcado no empate por 2 a 2 com o Palmeiras na última terça-feira, dia 23, em São Paulo, Hulk chegou a 30 gols em 2021. O atacante está próximo de se tornar o maior artilheiro do Galo nos últimos 12 anos, em uma única temporada.

Caso volte a balançar a rede nos próximos jogos, o goleador irá ultrapassar a marca alcançada por Fred (30 gols) em 2017. Em 2009, Diego Tardelli anotou 42 gols. Hulk é o artilheiro do Brasileirão, com 15 tentos, e também da Copa do Brasil, com seis gols. O camisa 7 é, ainda, o líder atleticano em assistências, com 12 passes decisivos.

O Galo não perde a seis jogos, com vitórias e um empate. O time tem a melhor defesa do Brasileirão 2021, com apenas 22 gols sofridos em 33 rodadas. A solidez defensiva é uma tendência das equipes dirigidas pelo técnico Cuca no Atlético. 

São de times comandados por ele as três melhores médias defensivas do Galo na era de pontos corridos do Brasileirão. Além da excepcional média de 0,66 gol por jogo, neste ano, as outras duas melhores médias são de 2012, com 0,97, e 2013, com um gol por partida. Na atual edição do Campeonato Brasileiro, a equipe não sofreu gols em 16 dos 33 jogos disputados.

A expectativa de casa cheia novamente no Mineirão, apesar dos preços dos ingressos terem sido majorados. O Alvinegro disponibilizou entradas que podem chegar a quase R$ 1 mil.

Mas se o time da casa está animado, o Fluminense não fica atrás nesse quesito. O Tricolor venceu duas das últimas três partidas e se aproximou do grupo dos seis primeiros colocados do Brasileirão, conquistando, por enquanto, uma das vagas para a Libertadores do ano que vem.

"Vamos tentar mobilizar como se fosse jogo em casa. Iremos pegar um Mineirão lotado e a equipe do Atlético-MG lutando por título, mas vamos para fazer nosso melhor jogo e trazer pontos importantes para o Rio. A entrega tem que ser a mesma que nós temos em casa, com o apoio do nosso torcedor", declarou Marcão.

"Realmente o efeito casa tem feito a diferença ao nosso favor. Essas duas vitórias deram confiança para a gente buscar esses pontos fora de casa", acrescentou Marcão.

O Tricolor Carioca está na sétima colocação do Brasileiro, com 51 pontos. Depois do Galo, o Tricolor Carioca vai visitar o Bahia. O último compromisso será contra a Chapecoense, no Maracanã.

Internacional joga desfalcado em casa
O Internacional enfrenta o Santos neste domingo, às 19h, no Beira-Rio. O Colorado soma 47 pontos e está em oitavo lugar no Brasileirão e terá desfalques para a partida no Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Rodrigo Dourado e Paulo Victor estão suspensos para a partida. O volante era um dos quatro pendurados com dois cartões amarelos. Dourado acabou punido ao puxar Caio Paulista, que tentava arrancar, aos 35 minutos do segundo tempo.

Sem o camisa 13, a tendência é que Johnny receba uma oportunidade. Rodrigo Lindoso, que também é da posição, sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e ficará afastado dos gramados por pelo menos 10 dias. Já nos acréscimos, aos 50, Paulo Victor levou cartão vermelho direto por entrada em Yago. Entretanto, como é reserva de Moisés, não acarreta na escalação inicial.

Diego Aguirre ainda aguarda as situações de Daniel e Yuri Alberto. A dupla segue aos cuidados do departamento médico e fará testes no vestiário, pouco tempo antes da bola rolar no Beria-Rio. O goleiro se recupera de uma fissura na costela, enquanto o atacante apresentou um edema ósseo no pé esquerdo.
Ainda em busca de uma vaga à Libertadores, o Inter viu o rendimento da equipe despencar nos últimos 10 jogos. Desde a derrota para o Palmeiras, no primeiro confronto de uma sequência de partidas contra adversários diretos pela Libertadores, o time de Diego Aguirre venceu apenas duas: o Gre-Nal e o Athetico-PR. O retrospecto de oito pontos somados de 30 possíveis coloca o aproveitamento no período em 26,7%. Um índice superior apenas ao da já rebaixada Chapecoense. Com mais três rodadas por disputar, o time precisa voltar a vencer para ter chances.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte