Cookie Consent
Esportes
Galo repete a dose contra o Fla
Publicado: 00:01:00 - 23/06/2022 Atualizado: 00:12:08 - 23/06/2022
Estrelas servem para decidir jogos importantes e assim o fez Hulk no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com um gol e uma assistência, o atacante foi vital para a vitória do Atlético-MG sobre o Flamengo por 2 a 1 em um lotado Mineirão. Com o triunfo, os mineiros jogarão pelo empate no dia 13 de julho, no Maracanã.

PEDRO SOUZA
Hulk abriu o caminho da vitória encobrindo o goleiro Diego Alves para fazer  1 a 0 no início do jogo

Hulk abriu o caminho da vitória encobrindo o goleiro Diego Alves para fazer 1 a 0 no início do jogo


Apesar de finalizar mais na partida e por vezes rondar a área de Everson, o Flamengo precisará melhorar sua pontaria se quiser reverter o confronto. Como o gol fora de casa não tem mais peso, um triunfo mínimo não é suficiente, pois levaria a decisão aos pênaltis.

Já o Atlético ganha fôlego com dois triunfos seguidos e volta as atenções no Brasileirão para tentar diminuir a distância para o líder Palmeiras, hoje em sete pontos. Domingo o time recebe o Fortaleza, penúltimo colocado.

Depois de ganhar dos cariocas no fim de semana pelo Brasileirão, o Atlético-MG apostava mais uma vez na força da torcida, que lotou o Mineirão. A diferença estava no clima. Antes fazendo pressão pela série de quatro jogos sem ganhar, desta vez a euforia prevalecia, com incentivo desde o início. Até o técnico Antônio Mohamed teve o nome cantado antes de a bola rolar.

O jogo começou com forte "ô, ô, ô, vai pra cima deles Galo" e com escalações modificadas. Filipe Luís e Willian Arão estavam de volta ao time titular do Flamengo, com Arrascaeta jogando mais adiantado, e os mandantes não tinham Jair, com fratura na mão. Otávio entrou e Turco Mohamed optou pela manutenção de três atacantes, com Vargas, Keno e Hulk na frente para abrir vantagem na série.

Com somente seis minutos, Hulk recebeu lançamento longo de Mariano, chegou antes de Rodrigo Caio e tocou de esquerda encobrindo Diego Alves para abrir o placar. Beijos à torcida e muita festa. O goleiro Everson saiu jogando rápido com o lateral e pegou a defesa carioca desarrumada no lance. O gol cedo obrigou o Flamengo a se lançar ao ataque. Andreas fez Everson trabalhar bem em bomba de fora da área. 

 Satisfeito com seus times, os treinadores optaram pela manutenção das escalações, no segundo tempo. Hulk continuava sendo a melhor opção ofensiva no Atlético-MG. Logo no início, após algumas tentativas frustradas, o atacante deu um passe na medida para Ademir fazer o segundo gol.

Perdendo seu terceiro jogo em quatro no comando do Flamengo, Dorival Júnior foi para o tudo ou nada na parte final com entradas de Pedro, Lázaro e Rodinei. Abriu o time e quase levou o terceiro. O  grupo sabia que precisava de ao menos um gol e deixou a série indefinida por causa das apostas de Dorival. Rodinei cruzou e Lázaro diminuiu, aos 34 minutos. O Flamengo ainda buscou o empate até o fim, mas foi o Atlético quem levou mais perigo. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte