Garibaldi pede informações a ANAC sobre segurança da pista

Publicação: 2017-03-10 00:00:00
A+ A-
Diante da informação de que uma das pistas do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, está com graves problemas e deverá ser interditada para passar por uma reforma estrutural, o senador Garibaldi Filho encaminhou à Mesa do Senado requerimento para que sejam solicitadas informações à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O órgão tem até trinta dias para responder se a segurança, atualmente, está comprometida e se realmente existe o risco de a pavimentação ceder.

Ontem, em conversa com o presidente estadual do PMDB, Henrique Eduardo Alves, o presidente da Anac, José Ricardo Botelho confirmou a informação da Inframérica de que operação não sofrerá prejuízos.  "Falei com José Ricardo sobre os problemas na pista nosso aeroporto e ele pediu que eu  tranquilizasse a população do Rio Grande do Norte porque os reparos serão feitos sem prejuízo à operação de voos. Ele me disse que a Anac e as empresas aviação não alterarão qualquer fluxo de voos, garantindo isso com segurança absoluta", afirmou Henrique Eduardo.

No requerimento encaminhado no Senado, Garibaldi Filho pede uma estimativa de prazo para o início dos trabalhos e o tempo necessário para sua conclusão. Também indaga a respeito dos prováveis prejuízos que a interdição acarretará e se em algum outro aeroporto brasileiro foi detectado problema semelhante. O jornal Valor Econômico e outros veículos de imprensa divulgaram nesta quinta-feira (9) os problemas no aeroporto.

“As notícias divulgadas não esclarecem pontos fundamentais para a população potiguar e todos os usuários e profissionais que trabalham no aeroporto. Como o Rio Grande do Norte é um estado que depende economicamente do turismo, o comprometimento do Aeroporto de Natal poderia provocar um colapso na economia do Estado, que já enfrenta sérias dificuldades devido à crise que atinge o País”, afirmou Garibaldi Filho ao justificar o seu requerimento.