Gastos com funcionalismo

Publicação: 2017-08-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O governo federal deve anunciar no início da semana um pacote de medidas para conter os gastos com funcionalismo, entre elas o congelamento dos reajustes dos servidores do Executivo que estão previstos para 2018. As medidas já estão praticamente prontas, segundo apurou a Agência Estado, mas a área econômica considera mais adequado fazer o anúncio ao mesmo tempo em que divulgar a mudança das metas fiscais para 2017 e 2018.

Aumentos suspensos
A maior parte dos aumentos salariais de servidores, que deve ficar suspensa, foi aprovada ainda no ano passado pelo Congresso Nacional, e agora é preciso nova alteração legislativa e adiar para janeiro de 2019. O mais provável é que a proposta seja encaminhada em uma ou mais Medidas Provisórias (MPs), que têm vigência imediata. A iniciativa traria uma economia de cerca de R$ 9 bilhões no ano que vem, ajudando a fechar as contas do Orçamento de 2018.

Limite de salário
A equipe econômica também considera adotar medidas que incluem limitar o salário de ingresso do serviço público, fixar um prazo para o recebimento do auxílio-moradia e  elevar a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%, além de não preenchimento de cargos que estejam vagos.

Rumo ao distrital
Apesar de considerar que o modelo “distritão”, pelo qual são eleitos os mais votados por estados, é melhor do que o sistema proporcional, o sociólogo Murilo de Aragão, da consultoria Arko Advice, acrescenta que o “distrital misto”, no qual uma parte dos escolhidos para as vagas é entre os mais votados nos distritos e a outra pelo modelo proporcional, seria mais avançado. Para ele, o distrital misto deveria ser adotado a partir de 2022.

Salário inicial
A limitação do salário inicial dos servidores deve ficar próxima de R$ 5 mil, informou o jornal O Globo. Isso daria uma economia de R$ 83 bilhões aos cofres públicos num prazo de 30 anos. Essas pessoas teriam uma espécie de “escadinha” para aumento gradual de remuneração. Segundo integrantes do governo federal que elaboram as medidas, existem hoje carreiras em que o funcionário ingressa no serviço público ganhando quase R$ 20 mil.

Gestão O presidente do Grupo Abril, Walter Longo, será palestrante da segunda edição do Seminário Desafios do Crescimento, que o Sebrae no Rio Grande do Norte promoverá na próxima terça-feira, no Hotel Holiday Inn da Salgado Filho. Ele vem a Natal falar sobre os principais elementos que tornam a gestão de uma empresa realmente efetiva.

Tecnologia e inovação
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi apresentada na Campus Party de Salvador como uma instituição empreendedora. A exposição foi feita pela reitora Ângela  Maria Paiva Cruz. A UFRN será anfitriã da edição 2018, em Natal, juntamente com o Governo do Estado e a Prefeitura. A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo, que une jovens em torno de um festival de inovação, criatividade, ciências, empreendedorismo e o universo digital.

Permanência no PSDB O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse não acreditar que o prefeito de São Paulo João Doria, deixe o PSDB para concorrer à presidência por outro partido. "Sou amigo do Doria há muitos anos, mas acho que ele não sairá do PSDB. E, como eu acho que Doria é um cara sério, de palavra e leal, ele só será candidato se for candidato pelo PSDB com apoio do Geraldo (Alckmin, governador de São Paulo)", afirmou Maia.

Articulação
Questionado sobre uma possível aproximação com o prefeito de São Paulo, João Doria, o senador José Agripino negou que o partido tenha feito o convite para o tucano deixar o PSDB e aderir ao DEM para ser candidato a presidente da República. José Agripino é o presidente nacional do Democratas.

Transporte A necessidade de uma legislação que regularize o transporte alternativo no Rio Grande do Norte será o tema da audiência pública, na Assembleia Legislativa, na próxima terça-feira (15), a partir das 14h.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários