Gastos na Copa superam expectativa

Publicação: 2013-07-18 00:00:00
A+ A-
Brasília (ABr) - Os gastos de estrangeiros no Brasil superaram as expectativas na Copa das Confederações, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério do Turismo. Os visitantes internacionais gastaram, em média, R$ 4.854 durante os 14,4 dias em que permaneceram no Brasil. Isso aconteceu mesmo com as manifestações nas seis cidades-sede e em várias outras cidades. O ministério estima, ainda de forma preliminar, que 20 mil turistas estrangeiros tenham vindo ao país, número esperado pela pasta.
Estádio Mané Garrincha após jogo entre Brasil e Japão, na Copa das Confederações: Movimento
Os dados estão na segunda rodada de resultados preliminares de um levantamento feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Foram analisados os dados de 7.357 entrevistados, do total de 14 mil entrevistas feitas durante os jogos. Segundo o que já foi apurado, os gastos dos turistas internacionais na Copa superaram a média do que geralmente gastam os estrangeiros que vistam o país, R$ 2.500 no período de estadia. Os estrangeiros superaram também os brasileiros. Os gastos dos brasileiros foram R$ 1.042 em 3,3 dias. Para os estrangeiros a média de gastos diários foi R$ 337,08, enquanto o dos brasileiros foi R$ 315,75.

Em relação aos turistas brasileiros, a maior parte é paulista (30,2%), seguida pelos pernambucanos (8,3%), os mineiros (6,7%), os fluminenses (5,8%) e os paraibanos (5,5%). Entre os turistas internacionais, os mexicanos (30,9%) foram os mais presentes, seguidos pelos americanos (13,7%), uruguaios (9,2%), espanhóis (7,4%) e japoneses (7%).

Satisfação

A pesquisa levantou a satisfação em relação ao preço dos serviços prestados. Brasileiros e estrangeiros avaliaram como boas ou ótimas a maioria dos serviços: 74,6% avaliaram positivamente os restaurantes, 71,5% o serviço de táxi, 67,1% o transporte público e 62,8% aprovaram o preço dos ingressos.

Já o preço da alimentação nos estádios foi considerado ruim ou muito ruim pela maior parte dos participantes (78,2%). “Os resultados serão usados na preparação da Copa do Mundo de 2014 e serão encaminhados à Fifa [Federação Internacional de Futebol], responsável pelos preços cobrados nos estádios”, explicou o diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, José Francisco Lopes.

O presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flávio Dino, disse que  90% dos turistas declararam vontade de voltar para a Copa de 2014. A Copa das Confederações ocorreu de 15 a 30 de junho em Salvador, Recife, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.


Deixe seu comentário!

Comentários