Governadora fará três mudanças no secretariado

Publicação: 2013-03-19 00:00:00
Com ampliação dos espaços do PMDB e do DEM, a governadora Rosalba Ciarlini deve oficializar hoje duas nomeações para o secretariado. O ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego, será o novo secretário estadual de Recursos Hídricos e o presidente da Associação Norteriograndense de Criadores (Anorc), Júnior Teixeira assumirá a titularidade da Agricultura. As duas substituições ampliam espaços do próprio partido da governadora, com a chegada de Leonardo Rego, que é filho do líder do Governo na Assembleia, o deputado Getúlio Rego; e do PMDB, que indicou Júnior Teixeira.
Rosalba Ciarlini confirmou a escolha do presidente da Anorc para a Secretaria de Agricultura
A outra mudança será na Secretaria Estadual de Saúde. O médico Luís Roberto Fonseca, atual coordenador do SAMU, deve ser confirmado o novo titular da pasta. A indicação dele foi também de aliados, mas assume com o perfil de técnico.  Essas são as primeiras indicações após o realinhamento que foi definido pela governadora Rosalba Ciarlini com o chamado “conselho político”, integrado pelo  ministro Garibaldi Filho, os deputados federais Henrique Eduardo Alves e João Maia, o senador José Agripino Maia e o deputado estadual Ricardo Motta.

A mudança na Secretaria de Saúde já era tida como certa há alguns meses. A exoneração do médico Isaú Gerino começou a ser cogitada desde a publicação de matérias nacionais envolvendo a problemática no Hospital Walfredo Gurgel, o que ocorreu em janeiro. Depois da recusa do médico Paulo Xavier Trindade, que foi cotado para Saúde, o também médico Luís Roberto Fonseca será nomeado para o cargo.

No Governo Rosalba ele foi nomeado para coordenar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, SAMU. No segundo mandato do prefeito de Natal Carlos Eduardo, Roberto Fonseca chegou a ser secretário adjunto de Saúde.

Desde o mês de novembro a governadora Rosalba Ciarlini vem fazendo uma reforma administrativa a conta gotas. O primeiro a ser nomeado foi o marido dela, o ex-deputado Carlos Augusto Rosado, que foi para a secretaria do Gabinete Civil. Em seguida, foi indicado para Consultor Geral do Estado José Anselmo Carvalho, que ocupava o Gabinete Civil. Com a ida de Betinho Rosado para a Câmara dos Deputados, a governadora Rosalba deixou vaga a Secretaria de Agricultura e teve que acomodar o suplente Rogério Marinho, presidente estadual do PSDB.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico trocou de titular, saiu o baiano Benito Gama e entrou Marinho.

Outra alteração foi no Idema o geógrafo Gustavo Szilagivy deixou a diretoria geral do órgão. No lugar dele assumiu o agrônomo James Fernandes, cunhado do deputado estadual Ricardo Motta.

Coordenador do Samu é indicado para a Saúde

Nas mudanças do secretariado previstas pelo grupo de aliados governistas, houve dificuldades para indicar o novo titular da Saúde. O médico Isaú Gerino, que é o segundo auxiliar da pasta no Governo Rosalba, o primeiro foi o também médico Domício Arruda, deixará o órgão e assumirá o coordenador do Samu, Luís Roberto Fonseca. Desta vez, o primeiro nome indicado para o cargo foi o diretor do Hospital Varela Santiago, o médico Paulo Xavier Trindade. No último sábado, ele recebeu a visita da “força tarefa” do Governo, integrada pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves, o senador José Agripino, o deputado Ricardo Motta e o ministro Garibaldi Filho. O médico ouviu do grupo que teria autonomia total na pasta da Saúde e um canal direto com o ministro Alexandre Padilha.

Depois de conversar com toda família, ontem pela manhã,  Paulo Xavier comunicou aos líderes políticos que não aceita o convite. “Fiz uma análise, conversei com minha esposa, minha família, e decidi não aceitar, eu me desgastaria”, disse Paulo Xavier. Rosalba Ciarlini optou, então, por uma solução “caseira”, o coordenador do Samu. O prenúncio de dificuldades para encontrar um novo secretário de Saúde do Estado era semelhante a que foi enfrentada pela governadora quando exonerou o médico Domício Arruda, em maio do ano passado. Na época, a chefe do Executivo chegou a convidar diversos gestores, inclusive tentou também diretores de hospital, mas não teve o convite aceito.

Rosalba confirma substituição na Secretaria de Agricultura

O nome do presidente da Associação Norteriograndense de Criadores (Anorc), Júnior Teixeira, como titular da Secretaria Estadual de Agricultura foi anunciado pela governadora Rosalba Ciarlini na tarde de ontem, durante reunião sobre a situação de seca no Rio Grande do Norte. O Diário Oficial do Estado deve hoje publicar a mudança no secretariado.

Júnior Teixeira assume a secretaria de Agricultura em um no qual o setor agropecuarista busca soluções para enfrentar a previsão de uma seca como nunca vista nos últimos 50 anos.  “Resolvi aceitar o desafio”, disse. Segundo ele o convite foi feito ainda no sábado, logo após reunião da base do governo, e sua resposta foi dada à governadora ainda no domingo. “O que me  motiva não é o cargo em si, nem tampouco o salário. O que me motiva e que eu tenho ciência que se o governo do estado e federal, além dos parceiros do setor privado entenderem,  que nesse momento difícil da agropecuária do RN, ajudarem esses setores, posso contribuir para o nosso estado”, afirmou. O pecuarista não detalhou suas ações como secretário, preferindo tomar conhecimento prévio do cenário que vai encontrar. “Vamos fazer um diagnóstico da secretaria. Só depois da minha nomeação é que vou saber realmente a situação. Tenho uma coisa na minha cabeça, mas preciso ter conhecimento da secretaria antes, preciso saber os detalhes”, disse. Antes de aceitar o cargo Júnior Teixeira se reuniu com a diretora na Anorc para decidir sobre sua saída. O  vice-presidente da Anorc, Marco Aurélio, assume a associação após o afastamento de Júnior Teixeira.

Representantes dos partidos entregaram lista

As duas mudanças nas Secretarias de Agricultura e Recursos Hídricos são os reflexos diretos de um novo realinhamento político firmado pela governadora Rosalba Ciarlini com os líderes partidários aliados da administração. Depois de reclamações públicas sobre a gestão, nas últimas duas semanas, foram três reuniões entre os aliados. A última e determinante foi no sábado passado.

Na residência do senador José Agripino, reuniram-se o ministro da Previdência Garibaldi Filho, o presidente da Câmara, o deputado federal Henrique Eduardo Alves, e o presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta, além do próprio líder do DEM. Do encontrou, saiu a lista de secretariáveis. O acordo com a governadora, seria que os nomes entrariam como indicação consensual do grupo, no entanto, Rosalba Ciarlini poderia vetar.

E foi o que aconteceu com um deles. Para a Agricultura, a sugestão era o delegado do Ministério da Agricultura, Orlando Procópio. O nome dele surgiu depois que o presidente da Anorc, Júnior Teixeira, não aceitou o convite. No entanto, a governadora e o marido, Carlos Augusto Rosado, vetaram o nome de Procópio. A partir daí, foi novamente feito o convite a Júnior Teixeira que aceitou.

Já o ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego, foi primeiro cotado para Saúde, mas não aceitou. A partir daí foi oferecido a ele a Secretaria de Recursos Hídricos.