Governadores do Nordeste fazem cobranças a Bolsonaro

Publicação: 2020-03-26 00:00:00
A+ A-
Os governadores do Nordeste avaliam que "o momento vivido pelo Brasil é gravíssimo". Após conferência realizada ontem, entre eles, os governadores da região divulgaram carta na qual fazem críticas e cobranças ao presidente Jair Bolsonaro em relação a ações para conter o avanço da covid-19 e firmam um pacto pela adoção de "medidas baseadas no que afirma a ciência, seguindo orientação de profissionais de saúde, capacitados para lidar com a realidade atual".

A ação coordenada dos nove governadores da região é uma resposta ao presidente Bolsonaro, que continua a minimizar a gravidade da nova doença. Na carta, os governadores afirmam terem ficado "frustrados com o posicionamento agressivo" do presidente Jair Bolsonaro, que, segundo eles, "deveria exercer o seu papel de liderança e coalizão em nome do Brasil".

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), disse que  reitera "o compromisso de seguir ao lado da ciência, orientados pelos profissionais da saúde na luta incansável para vencer a guerra contra o coronavírus". 

Fátima Bezerra declarou que os governadores do Nordeste "compreendem a gravidade do momento e vão seguir o trabalho pautados no bom senso e no equilíbrio, adotando medidas em sintonia com a ciência e com os profissionais de saúde capacitados para lidar com a realidade atual".

Assinam a carta: os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), e Belivaldo Chagas (Sergipe).





Deixe seu comentário!

Comentários