Governo do RN decreta luto oficial durante três dias

Publicação: 2014-05-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Governo do Estado decretou luto oficial por três dias, a partir de hoje, dia 20, em virtude do falecimento de Miguel Josino Neto. Em nota divulgada ontem, o Governo lamenta o ocorrido. Já na Procuradoria Geral do Estado (PGE), o Governo do RN decretou ponto facultativo nesta terça-feira. O decreto de luto oficial de três dias em todo o Rio Grande do Norte em sinal de pesar pelo falecimento de Miguel Josino  está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje. Outro decreto estabelece o ponto facultativo para os órgãos integrantes da PGE.

A decisão leva em consideração os relevantes serviços prestados ao Estado do Rio Grande do Norte pelo Procurador, que teve atuação na advocacia pública estadual em diversos órgão como a Consultoria Geral do Estado e Assessoria Jurídica.

Em nota, a governadora Rosalba Ciarlini externou o pesar. “Neste momento de profunda dor, solicitamos a Deus que nos dê compreensão para entendermos esta perda tão inesperada e conforto para termos minimizada a dor que atinge os nossos corações”, afirma. Diversas instituições, como Ministério Público Federal e  Ministério Público Estadual manifestaram pesar pela morte de Miguel Josino Neto e ressaltaram os relevantes serviços prestados ao Estado.

O procurador geral de Justiça, Rinaldo Reis, afirmou em nota que “O Ministério Público do Estado do RN mantinha permanente e profícuo diálogo profissional com o Procurador Geral do Estado, que tinha nesta Casa as portas sempre abertas, tendo ele elevado a Procuradoria Geral do Estado ao patamar de interlocutora de grande importância para os assuntos de interesse do Rio Grande do Norte”

Depoimentos

“Dr. Miguel Josino Neto nos deixou no auge da sua atividade intelectual, reconhecida por todos que tiveram o prazer de desfrutar do seu convívio. Sua ausência será uma perda irreparável”
Rosalba Ciarlini, governadora do Rio Grande do Norte

“Todo Rio Grande do Norte está chocado com a morte do Procurador Miguel Josino. Em casa, alegre, com amigos, veio a fatalidade. Sofrimento da família, dos amigos”
Henrique Alves, presidente da Câmara dos Deputados

“Nosso estado perde um grande profissional do Direito, um homem de muitos amigos, estimado pela sociedade potiguar”
José Agripino, senador e presidente do Democratas

“São várias imagens que guardarei: o brilhante jurista, o intelectual, o amigo sempre pronto a ajudar. O vibrante idealista, o grande escritor. Uma grandeza espiritual contagiante. O Rio Grande do Norte está mais pobre em humanismo, inteligência, devoção ao direito e amor à vida”
Ricardo Motta, deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa do RN

“O Rio Grande do Norte perde um dos maiores apreciadores das letras e do Direito, eminente jurista e professor”
Anderson Silvino, desembargador e Presidente do Tribunal de Justiça do RN

“O procurador-geral do Estado, Miguel Josino, tinha uma cultura humanística e jurídica que lamentavelmente desaparece de forma muito prematura. Uma perda realmente inestimável para o Rio Grande do Norte”
Carlos Eduardo Alves, prefeito de Natal

“Miguel Josino além de um grande profissional e jurista, era um homem de relacionamento muito afável e agradável, tornando o convívio com ele não só um aprendizado, mas um enriquecimento social e humano”
Paulo Roberto Alves conselheiro e Presidente do Tribunal de Contas do Estado

“Homem de muita fé, o Dr. Miguel Josino acreditava no Rio Grande do Norte. Sua morte é perda para o nosso Estado, que precisa de quem confie no nosso melhor destino. O Rio Grande do Norte perde um dos seus melhores, na fé e na esperança”
Garibaldi Alves Filho, ministro da Previdência Social

“A advocacia está de luto. Perdemos um estudioso e um advogado que além da competência profissional, era um agregador, conciliava e como estudioso profundo do Direito, era uma das inteligencias do Estado”
Sérgio Freire, presidente da OAB/RN

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários