Governo do RN trabalha, presta contas e cuida das pessoas

Publicação: 2020-11-22 00:00:00
Fátima Bezerra 
Governadora do RN

O Governo do Estado pôde, finalmente, apresentar à população do Rio Grande do Norte uma ampla prestação de contas, que vai além das plataformas digitais, e que chega a cada município, a cada comunidade rural, a cada potiguar, pelo que chamamos comunicação de massa, que é a televisão, o rádio, a internet. Agora, podemos ecoar com mais força e assertividade o que fizemos durante a pandemia do Coronavírus – os mais de 600 leitos viabilizados, a contratação de mais de três mil profissionais de saúde, a distribuição de quase cinco milhões de máscaras, o suporte aos vulneráveis, com a distribuição de 3.500 toneladas de alimentos. O que estamos fazendo agora, com o número de casos de Covid aumentando no nosso Estado.

O tema central dessa campanha, “O Governo do RN trabalha, presta contas do que faz e cuida das pessoas”, não poderia ser mais coerente, porque coaduna com algo que sempre foi uma premissa inegociável da nossa gestão: a transparência. Passados oito meses sem que dispuséssemos de um instrumento de comunicação de massa era natural que as pessoas se perguntassem: mas esses leitos todos foram viabilizados por um só Governo? Todas essas ações foram de um só Governo? É hora de dizer que sim! E que não é milagre, é gestão, é parceria.

É preciso contar às pessoas do acerto da nossa gestão, uma gestão séria, comprometida, que dá cidadania às pessoas, que dá resultados. Que fechou e abriu o comércio na hora certa, sem se dobrar ao populismo, como vimos acontecer país afora. Que a partir dessas iniciativas estamos há cinco meses em estabilidade quanto ao número de óbitos.

Mas é preciso contar também sobre esse novo momento. E alertá-los: graças a Deus não estamos perdendo um número maior de vidas, mas o número de casos aumentou! E que mesmo com o número de óbitos sob controle, urge à população redobrar os cuidados e fazer a sua parte: com a obrigatoriedade da higienização, uso de máscaras, evitar aglomerações, etc.

O Governo do Estado continua trabalhando. Estamos em reuniões constantes com o Comitê Científico e o Ministério Público para dimensionar esse novo momento e nos antecipar caso uma segunda onda venha a acometer nossa população. Adquirimos 150 mil testes sorológicose e já encaminhamos uma pesquisa em todas as regiões do estado com outros 24 mil testes. Os leitos que viabilizamos junto à rede pública de saúde estão todos adequados, caso haja necessidade de serem revertidos novamente para o atendimento à Covid.

Quando dissemos que viabilizamos uma rede de hospitais cujos leitos são equivalentes a pelo menos seis hospitais de campanha do porte do que foi anunciado em Natal estamos falando de segurança para a população. Quando dissemos que, em vez de expor nossos jovens a um ambiente que não dispõe do suporte necessário, passamos a oferecer as aulas da rede pública de forma virtual, estamos cuidando dos nossos alunos. Quando empossamos mais de mil policiais, como ocorreu ontem no Centro de Convenções em uma cerimônia de encher os olhos, estamos olhando pela vida das pessoas.

A redução do número de homicídios em 25% desde que iniciamos nosso Governo não é à toa. O pagamento dos salários dos nossos servidores dentro do mês desde que aqui chegamos também não é à toa. Os investimentos que estão retornando ao Rio Grande do Norte, graças à modernização da política de incentivos fiscais que estamos adotando, também não é à toa. Mas também não é milagre. Eu repito: é gestão. Gestão de um Governo que não só trabalha, mas que transforma a vida das pessoas. E que cuida delas.