Informe Publicitário
Governo estuda empréstimo para recuperar 3,5 mil quilômetros de estradas
Publicado: 00:00:00 - 31/10/2021 Atualizado: 09:44:51 - 30/10/2021
O valor dos investimentos no Plano de Obras pode ser ainda maior, segundo a governadora Fátima Bezerra. Ela adiantou a expectativa de fechar um novo empréstimo junto a uma instituição financeira para recuperação da malha viária do Estado, de 3,5 mil quilômetros.
Elisa Elsie/Ascom
Serviços de recuperação de estradas estaduais vêm sendo realizados em diversos trechos no interior do Estado e novas licitações estão sendo abertas

Serviços de recuperação de estradas estaduais vêm sendo realizados em diversos trechos no interior do Estado e novas licitações estão sendo abertas

“Fazer um grande investimento na malha viária é um sonho que tenho, assim como o de realizar os institutos estaduais de educação profissional, tecnologia e inovação. O cidadão tem todo o direito de andar em uma estrada boa e estamos trabalhando para alcançar esse objetivo. A melhoria das estradas tem uma relação direta com a interiorização do turismo, outra meta de nossa administração”, disse Fátima Bezerra.

De acordo com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do RN (DER/RN), Manoel Marques, há uma licitação em curso de R$ 50 milhões para serviços de conservação e manutenção da malha viária. Os recursos são da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), multas de trânsito e recursos próprios. Desses, R$ 20 milhões serão aplicados ainda em 2021 e os outros R$ 30 milhões em 2022. O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 14 de setembro. 

Os serviços serão realizados em trechos e segmentos críticos de estradas como o trecho de divisas de Carnaúba dos Dantas e Ouro Banco, no Rio Grande do Norte, com o estado da Paraíba, acesso ao distrito de Boi Selado (Região Seridó), Pedra Preta/Lajes (Região Central), Assu/Carnaubais, Carnaubais/Porto do Mangue (Vale do Assu), Avenida Leste/Oeste Mossoró, Tibau/Grossos, Lucrécia/Umarizal, Olho D’Água do Milho/Apodi (Oeste), Barra do Cunhau/Vila Flor, Vera Cruz/Monte Alegre (Região Agreste).

“Não será operação tapa buracos. Os serviços vão assegurar maior qualidade e durabilidade às estradas, como determinou a governadora professora Fátima Bezerra”, disse Manoel Marques. 

O diretor do DER/RN frisou ainda o projeto para restauração e adequação de capacidade da RN-233, que liga Assu a Triunfo Potiguar, próximo a “tromba do elefante”. O montante para a obra é de R$ 65 milhões, empréstimo junto ao Banco Mundial.

“A negociação com o Banco Mundial está bem adiantada para restaurarmos e alargarmos integralmente a RN 233. É praticamente uma reconstrução daquela estrada. A rodovia é importante porque é a porta da tromba do elefante. Se for por Apodi, por exemplo, se gasta 47 km a mais”, disse. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte