Governo não libera treinamentos

Publicação: 2020-07-07 00:00:00
A+ A-
Mais uma vez o futebol terá de esperar. O governo do RN optou por não liberar o retorno das atividades nos clubes, por considerar o momento da pandemia de Covid-19 ainda complicado no estado. Segundo as autoridades sanitárias estaduais, não existem dados que alicercem o governo para tomar essa posição. A governadora Fátima Bezerra, através de contato telefônico com o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), José Vanildo, explicou a razão de mais um adiamento da decisão, mas prometeu continuar realizando a avaliação no pleito da entidade, ficando de dar uma nova posição sobre o caso hoje.

Créditos: Alex Régis


saiba mais

“Estou otimista que hoje, durante essa nova conversa, a governadora será sensível a situação do esporte, que tem cumprido protocolos e é uma atividade bastante segura. Acredito que possamos voltar com os campeonatos no mês de agosto aqui no Estado", disse José Vanildo.

A pressão dos setores para reabertura das atividades, vem encontrando uma barreira forte de reprovação por membros do comitê científico, que frente a situação da pandemia não acham que é o momento de se retomar as atividades. O futebol vem sendo afetado diretamente por essa medida.

“Fiquei satisfeito com a palavra da governadora e confiante de que iremos resolver de forma definitiva essa situação, que aflige a todos. A questão da saúde é grave, a questão do futebol profissional também é bastante delicada e ela deve ser olhada a devida valorização pelas nossas autoridades. Acredito que a governadora está demonstrando essa preocupação, tanto que gentilmente, ontem, nos telefonou para tratar diretamente da questão”, ressaltou José Vanildo.

O presidente da FNF destacou que a conversa foi bem franca e aberta de lado a lado e, por isso, considera que importante para o atual estágio. Ele disse que confia bastante numa alternativa favorável ao futebol no novo contato marcado para hoje.

O caso da movimentação realizada no campo do Frasqueirão, pelos atletas do ABC, foi encarado como desobediência, a ponto de o secretário de Segurança, coronel Araújo, ter enviado uma equipe composta pela Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros ao clube, para realizar a autuação em flagrante. “Recebemos a informação da movimentação realizada dentro do clube e enviamos o efetivo de fiscalização lá, porém a prática já tinha acabado. Mas por medida preventiva repetimos a visita no período da tarde e não havia movimentação alguma também. Amanhã iremos agir preventivamente de novo para tentar o flagrante. Caso a prática de treinos seja constatada todos serão encaminhados para delegacia e depois terão de responder por desobediência civil na Justiça. A prática do futebol não está liberada em nosso estado”, disse.

O secretário de Segurança disse que o o clube desobedeceu a Lei Estadual do Isolamento Social. Neste caso vão responder os atletas, quem estiver participando dos treinos e os próprios responsáveis pelo clube. Em caso de nova desobediência a lei não atinge o local apenas as pessoas, portanto, o clube não pode ser interditado.