Governo pede suspensão de voos internacionais

Publicação: 2020-03-18 00:00:00
A+ A-
A governadora Fátima Bezerra enviou ao diretor-presidente da Anac, José Ricardo Botelho, e ao diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, dois ofícios solicitando o cancelamento de voos internacionais ao Rio Grande do Norte. A medida tem o objetivo de prevenir a propagação do novo coronavírus. A informação foi postada em suas redes sociais. No documento, a governadora esclarece que o fluxo de voos internacionais durante esse momento de crise é motivo de 'grande preocupação' e considera que a Anac a e Anvisa não dispõem de estrutura humana e material para realizar a fiscalização individual de cada passageiro que desembarca no Estado.

Créditos: Adriano AbreuA Gol Linhas Aéreas informou que último voo para Argentina saindo de Natal foi o do dia 16A Gol Linhas Aéreas informou que último voo para Argentina saindo de Natal foi o do dia 16


Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública, o RN tem 33 casos suspeitos que ainda aguardam resultados dos exames laboratoriais. De acordo com o órgão, ainda há concentração dos casos suspeitos pelo Novo Coronavírus na Região Metropolitana.

As companhias aéreas que operam voos com destino e partindo do Rio Grande do Norte para todo o Brasil e para a Argentina – Azul e Latam – não detalharam se o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, será afetado pela redução da malha doméstica e internacional adotada como medida de enfrentamento ao coronavírus. A GOL, que opera o voo Natal/Buenos Aires, confirmou suspensão da operação até 30 de junho.

Em nota, a empresa confirmou redução nas operações, mas não detalhou os aeroportos atingidos. “A GOL Linhas Aéreas anuncia que está suspendendo seus voos para o exterior, até 30 de junho, como forma de garantir a segurança dos seus Clientes e Colaboradores. (…) No que se refere ao panorama doméstico, a GOL prevê que fará uma redução de 50% a 60% de sua malha aérea”. A suspensão dos voos internacionais afeta a operação Natal/Buenos Aires. O último voo operado foi nesta terça-feira, 16 de março.

No total, entre operações nacionais e internacionais, a Companhia espera diminuir entre 60% e 70% suas operações até meados de junho.

Em nota, a Azul informou que “está realizando ajustes em sua malha doméstica e internacional. Ao todo, a companhia está reduzindo sua capacidade consolidada de 20% a 25% no mês de março e entre 35% a 50% em abril e meses seguintes até que a situação se normalize. A companhia destacou que “provavelmente, algumas operações no RN podem ser afetadas em alguns dias”, mas, não precisou detalhes.

A Latam declarou, via assessoria de imprensa, que ainda não dispõe de dados pormenorizados sobre a redução da malha viária operada pela companhia no RN. No início da semana, a empresa anunciou que reduziu sua capacidade em 70%. Essa medida corresponde a uma redução de 90% em seus voos internacionais e 40% nas operações domésticas do Grupo. O Grupo Latam informou que todos os passageiros que possuem voos nacionais ou internacionais afetados, e que viajam a partir de hoje (16 de março de 2020), podem reagendar seu voo gratuitamente até 31 de dezembro de 2020.

Inframerica
Até o início da noite desta terça-feira, a Inframerica, administradora do Aeroporto Aluízio Alves não havia sido comunicada da decisão da GOL Linhas Aéreas.








Deixe seu comentário!

Comentários