Esportes
GP da Austrália não abrirá exceção
Publicado: 00:00:00 - 22/01/2022 Atualizado: 00:17:40 - 22/01/2022
A confusão envolvendo Novak Djokovic no Aberto da Austrália não se repetirá no GP de Fórmula 1 no país, em abril, garantiu o CEO da etapa australiana nesta sexta-feira. De acordo com Andrew Westacott, o evento não vai abrir exceções para não vacinados contra a covid-19.

Westacott disse que as regras e protocolos quanto à pandemia estão sendo trabalhados há alguns meses com o governo federal australiano, o governo estadual de Victoria e a própria cúpula da F-1. "As regras são simples para entrar no país e as regras são simples para realizar a F-1. Para vir para o evento, você terá que estar 100% vacinado e não haverá exceção para ninguém, vindo de ninguém", disse o CEO, em entrevista ao site Autosport.

A corrida, como de costume, será realizada no circuito de rua de Albert Park, na cidade de Melbourne, a mesma que sedia o Aberto da Austrália. Havia, portanto, temor na F-1 de que a situação protagonizada por Djokovic se repetisse na corrida marcada para o fim de semana dos dias 8, 9 e 10 de abril - será a terceira etapa do ano.

O tenista sérvio se envolveu numa grande confusão no primeiro Grand Slam do ano porque tentou entrar na Austrália sem estar vacinado, no dia 6 deste mês. Ele pediu e obteve uma "permissão médica especial" com ajuda do governo estadual de Victoria e da Tennis Australia, a federação de tênis do país e responsável por organizar o Aberto da Austrália. A permissão, contudo, não foi aceita pelo governo federal.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte