GPS deve ser instalado em vans e ônibus

Publicação: 2014-01-31 00:00:00
A minuta de decreto provisório aprovada ontem especifica um prazo de 30 dias para que Sitoparn e Seturn implantem, em todos os seus veículos em circulação, aparelhos GPS para que a Semob tenha uma fiscalização mais efetiva. Quem não cumprir a determinação está sujeito às penalidades previstas na lei municipal número 5.022, que regulamenta atualmente o sistema de transporte coletivo.

Entre as penalidades estão uma simples advertência, passando por uma suspensão, e podendo chegar até à cassação da linha irregular. Além disso, no mesmo período, os dois órgãos serão obrigados a enviar à Semob os seus projetos para o sistema definitivo.

saiba mais

Caberá à Semob fiscalizar o cumprimento das normas previstas no decreto. Como não possui fiscais suficientes para monitorar todos os veículos, a pasta acrescentou o termo do GPS na minuta, ponto aprovado pela comissão. A justificativa é que o Seturn já possui um sistema em sua frota, o que diminuiria o custo.

A diretoria do Sitoparn, que em tese seria a mais afetada, garante que é possível a implantação. “Isso é o de menos, não teremos muitos custos. Já estava no nosso pensamento um financiamento para implantar os GPS e novas máquinas. Tudo ficaria por um custo de R$ 16 mil a cada permissionário”, afirmou o diretor de comunicação, José Pedro Neto.