Greve dos professores de Natal chega ao fim e aulas são retomadas nesta quinta

Publicação: 2018-05-16 17:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Após 38 dias de paralisação, a greve dos professores da rede municipal de ensino de Natal foi interrompida. A decisão foi tomada em assembleia da categoria realizada nesta quarta-feira (16), na Associação dos Subtenentes e Sargentos do Exército (Assen). De acordo com Miguel Salustiano, diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte), as aulas serão retomadas já nesta quinta com o retorno dos professores às escolas.

Assembleia dos professores na manhã

"A decisão de suspender a greve se deu em função de compreendermos que o processo de negociação com a prefeitura estava desgastado e sem possibilidade de avanço. Inclusive, repudiamos a posição da Secretaria Municipal de Educação de anunciar ameaças de retaliação aos professores com base na decisão judicial cuja notificação sequer tinha sido feita ao Sinte. Portanto, os professores retornam às escolas a partir de amanhã para evitar maiores prejuízos aos estudantes", comentou o dirigente.

Salustiano afirmou ainda que a reposição das aulas será discutida em cada escola, sem seguir um calendário único. "Não vamos seguir um calendário da secretaria, até porque a adesão das escolas não foi uniforme. Por exemplo, houve escola com 20 dias de greve, outras com um mês. A orientação do Sinte é que cada escola defina como será a reposição dos dias de paralisação, com cada particularidade considerada e a decisão tomada pelo conselho escolar de cada instituição".

A greve da categoria foi iniciada no dia 21 de março deste ano. Entre as reivindicações estão o aumento de 6,817% retroativo a janeiro; unificação de carreiras; concessão de vale-cultura; vale-transporte; vale-alimentação; 45 dias de férias para coordenadores pedagógicos, servidores readaptados e cedidos para mandado classista; reajuste imediato de 10% que teria sido negociado em 2013; flexibilidade de carga horária em 20, 24, 30 e 40 horas dando direito de escolha ao professor; transformar os percentuais de gratificação de mestrado e doutorado em níveis remuneratórios.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários